Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Setembro de 2014

Ciência e Tecnologia

Missionária infectada com Ebola volta aos EUA

Nancy Writebol trabalhava na Libéria

Agência ANSA

A segunda vítima norte-americana infectada com o vírus do Ebola viajou nesta terça-feira (5) aos Estados Unidos. A missionária Nancy Writebol saiu da Libéria e foi para Atlanta, onde será tratada no mesmo hospital em que está o médico Kent Brantly, também acometido pela doença.    

Os dois foram contagiados na África, onde a Organização Mundial da Saúde (OMS) teme uma epidemia incontrolável do Ebola. Até o momento, mais de 800 pessoas já morreram em decorrência da doença, cujo índice de fatalidade varia de 25% a 95%. 

A doença é relativamente difícil de ser contraída, uma vez que exige contato direto com fluidos corporais, como sangue, vômito, saliva, suor e excrementos. O vírus também é facilmente combatido com água e sabão, apesar de sua mortalidade. Mesmo assim, tem crescido o medo nos Estados Unidos de uma expansão da epidemia. Fontes do governo disseram que a vacina experimental testada recentemente nunca tinha sido aplicada em humanos. 

>> Companhia inglesa suspende voos para Libéria e Serra Leoa

>> "Medicamento secreto" pode ter salvado doentes com ebola

>> Banco Mundial disponibilizará R$ 451 milhões para ajudar países africanos

Brantly e Writebol receberam doses da medicação, cujo objetivo é reforçar o sistema imunológico da vítima. A vacina foi produzida com anticorpos de animais de laboratórios expostos ao vírus. 

O vírus do Ebola foi descoberto em 1976. Quase dois terços das pessoas infectadas morreram em toda a história. 

Tags: áfrica, CIÊNCIA, doença, Surto, vírus

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.