Jornal do Brasil

Segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

Ciência e Tecnologia

Veja quais são as 5 profissões mais bem pagas da web

No topo da lista aparecem os engenheiros

Agência ANSA

 Social media manager e web analist são apenas algumas das profissões que há alguns anos não existiam. Uma pesquisa conduzida pela revista italiana L'Expresso colocou em evidência o proletariado digital, área onde sobram emprego em uma época em que não há trabalho.    

Cada vez mais pessoas estão trabalhando nos bastidores da internet. Um exército de trabalhadores que engrossa todos os dias e cujas competências são cada vez mais requisitadas no mercado de trabalho.     

A empresa de marketing italiana Spadari Consulting compilou uma classificação dos postos de trabalho mais bem pagos neste setor, que continua a crescer.     No top do ranking aparece uma profissão clássica, os engenheiros. São eles que constroem os sites e os aplicativos, que transformam códigos em interfaces, que permitem que a rede funcione. Os ganhos médios em nível mundial são de US$100 mil por ano (cerca de R$220 mil). Para se ter uma ideia da importância desses profissionais no universo da internet basta pensa que uma empresa como o WhatsApp emprega apenas 50 funcionários, sendo 32 deles engenheiros.     

No segundo lugar aparecem os especialistas em user experience
No segundo lugar aparecem os especialistas em user experience

No segundo lugar aparecem os especialistas em user experience, com ganhos médios de US$83 mil por ano (cerca de R$182 mil). O seu trabalho é estudar os sites e os aplicativos para entender como deixá-los mais fáceis de serem navegados.     

Depois é a vez dos especialistas em e-commerce que recebem uma média de US$74 mil por ano (cerca de R$162 mil). Mais ou menos quanto ganham os web analists, que possuem a tarefa de estudar o comportamento dos usuários para provar as necessidades de interceptação. Os profissionais da publicidade, como os especialistas em marketing e em pay per click, recebem em média US$70 mil (cerca de R$154 mil).     

Logo abaixo estão os search engine optimizator (Seo), pessoas que se ocupa em otimizar o posicionamento da empresa nos mecanismos de busca de um site. Aqueles que trabalham com a parte criativa também não foram esquecidos. Os especialistas em relações públicas, os social media manager e os web designers recebem em torno de US$50 mil por ano (cerca de R$110). 

Tags: empregos, internet, profissões, web analist, web manager

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.