Jornal do Brasil

Quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

Ciência e Tecnologia

Exame de sangue ajuda a prever risco de suicídio

O teste mostrou 80% de precisão, sendo que esse número passa para 96% quando se analisa jovens

Portal Terra

Cientistas da Escola de Medicina da Universidade Johns Hopkins, Estados Unidos, descobriram uma forma de prever chances de alguém cometer suicídio por meio do exame de sangue. A chave da questão está na quantidade e em alterações de um gene chamado SKA2. Os dados são do jornal Daily Mail.

O gene SKA2 fica no córtex pré-frontal do cérebro, uma área envolvida na inibição de pensamentos negativos e no controle de comportamento impulsivo. No entanto, se não houver quantidade suficiente ou alterações no gene, o receptor do hormônio do estresse (cortisol) não pode suprimir a sua liberação no cérebro, o que levaria a pensamentos suicidas. 

Para chegar a essa conclusão, a equipe analisou o gene SKA2 em amostras cerebrais de pessoas mentalmente doentes que morreram por suicídio e, em seguida, as comparou com as de pessoas saudáveis. Assim, conseguiu desenvolver um modelo para prever qual dos participantes tinham pensamentos suicidas ou tentado se matar com 80% de precisão. Em pessoas mais jovens, esse número subiu para 96% e, em casos com risco mais grave, 90%.

“Precisamos estudar isso em uma amostra maior, mas acreditamos que podemos ser capazes de monitorar o sangue para identificar pessoas em risco de suicídio”, disse o pesquisador Zachary Kaminsky.

Tags: depressão, estresse, exame, GENÉTICA, hormônio, mortes, sangue

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.