Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Dezembro de 2014

Ciência e Tecnologia

Pesquisa indica aumento do uso da internet na sala de aula

Foram reunidas informações sobre 994 escolas públicas e privadas no Brasil

Fapesp

Professores e alunos brasileiros utilizam cada vez mais computador e internet em suas atividades em sala de aula. Essa é uma das conclusões da pesquisa TIC Educação 2013, realizada pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) por meio do Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (CETIC.br) do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br).

A coleta de dados para a realização da quarta edição da TIC Educação ocorreu entre os meses de setembro e dezembro de 2013. Foram entrevistados, presencialmente, 939 diretores, 870 coordenadores pedagógicos, 1.987 professores e 9.657 alunos, de 994 escolas públicas e privadas localizadas em áreas urbanas de todas as regiões do território nacional.

Nas escolas públicas, 46% dos professores disseram utilizar computador e internet em atividades com os alunos na sala de aula – um aumento de 10 pontos percentuais em relação ao ano de 2012.

“Esse dado mostra como o professor percebe a importância do uso das novas tecnologias com os alunos, pois parte deles leva seu computador pessoal para a sala de aula”, disse Alexandre Barbosa, gerente do CETIC.br. Ainda que tenha aumentado o uso de computador e de internet na sala de aula nas atividades com os alunos, o ambiente mais comum para tal uso nas escolas públicas continua o laboratório de informática (76%). Outro destaque está no crescimento do uso de tablets nas escolas públicas. Enquanto em 2012 apenas 2% delas contavam com esse tipo de equipamento, em 2013 esse número chegou a 11%.

“A pesquisa TIC Educação 2013 também aponta para uma crescente tendência de mobilidade nas escolas, fenômeno também observado nas empresas e nos domicílios brasileiros, por meio das pesquisas TIC Domicílios 2013 e TIC Empresas 2013”, disse Barbosa. Das escolas públicas, 71% têm acesso à internet sem fio (WiFi), um aumento de 14 pontos percentuais em relação a 2012.

A pesquisa aponta ainda que a internet está presente na maioria das escolas que possuem computador na rede pública (95%) e na rede privada (99%), porém, a baixa velocidade de conexão à rede ainda é um desafio: 52% das escolas públicas disseram ter conexão de até 2 Mbps, enquanto esse percentual é de 28% nas escolas particulares.

Entre os professores, o acesso à internet por meio de dispositivos móveis cresceu 14 pontos percentuais em 2013: 36% dos professores disseram acessar a rede por meio de telefone celular, sendo que no ano anterior este número era de 22%.

A pesquisa TIC Educação 2013 acrescentou novos indicadores que mostram que 96% dos professores de escolas públicas usam recursos educacionais disponíveis na internet para preparar aulas ou atividades com os alunos.

Os tipos de recursos mais utilizados são imagens, figuras, ilustrações ou fotos (84%), textos (83%), questões de prova (73%) e vídeos (74%). O uso de jogos chega a 42%, apresentações prontas, 41%, e programas e softwares educacionais, 39%.

A quantidade de publicações de recursos educacionais por professores, ou seja, profissionais que são autores de conteúdos educacionais e que compartilham suas produções na rede, ainda é pequena. Apenas 21% dos professores de escolas públicas já publicaram na internet algum conteúdo educacional que produziram para utilizar em suas aulas ou atividades com os alunos.

Mais informações:http://cetic.br.

Tags: escolas brasileiras, internet, novas tecnologias, pesquisa, recursos educacionais

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.