Jornal do Brasil

Sábado, 1 de Novembro de 2014

Ciência e Tecnologia

Fapesp vai ajudar em construção de telescópio de US$ 700 milhões

Fapesp

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) se juntou ao projeto Internacional Giant Magellan Telescope (GMT), de construção de um telescópio gigante no Observatório Las Campanas, no Deserto do Atacama, no Chile. O projeto tem um valor estimado de 700 milhões de dólares, cerca de R$ 1,4 bilhões.

Para participar do desenvolvimento do telescópio e posteriormente de sua utilização, a Fundação irá desembolsar 40 milhões de dólares. Segundo o cientista Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor da Fapesp, "a diretoria executiva da Fundação já aprovou o repasse dos 40 milhões de dólares para se tornar sócia do projeto. Mas discussões entre a Fapesp e o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação (Clelio Campolina Diniz) estão avançadas para dividir este custo e permitir aos astrônomos de todos os Estados do Brasil terem acesso ao telescópio", afirmou.

De acordo com informações do site do projeto GMT, o telescópio permitirá fazer imagens do espectro do universo dez vezes mais definidas que as hoje capturadas pelo telescópio espacial Hubble. O projeto permitirá aos observadores estudar mais a fundo a formação das estrelas e galáxias momentos após o Big Bang, medir a massa dos buracos negros e identificar e caracterizar planetas que giram ao redor de outras estrelas.

A expectativa é que o telescópio comece a operar no ano de 2021. Mais de 100 cientistas dos países parceiros - Austrália, Estados Unidos e Coreia do Sul - estão envolvidos no projeto.

Tags: amparo, ESPAÇO, fundação, pesquisa, SP

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.