Jornal do Brasil

Quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

Ciência e Tecnologia

Museu da Vida lança temporada do "Arte e Ciência sobre Rodas"

Jornal do Brasil

Em recente artigo no jornal britânico “The Guardian”, o matemático da Universidade de Oxford Marcus du Sautoy elogiou a relação entre ciência e teatro, considerando esta uma mistura de sucesso para a divulgação científica na Grã-Bretanha, segundo o professor. No mesmo compasso, o Museu da Vida lança para 2014-2015 a temporada “Arte e Ciência sobre Rodas” do projeto “Ciência Móvel – Vida e Saúde para Todos”.

A proposta é promover a inclusão sócio-artístico-cultural ampliando os conteúdos levados e acrescentando novas apresentações em diferentes linguagens. O projeto também é uma forma de diminuir as desigualdades historicamente construídas no país, o que se reflete na distribuição de aparatos culturais em seus 5.661 municípios. A temporada será lançada no próximo dia 2 de julho, às 10 horas, na Tenda da Ciência – campus da Fiocruz em Manguinhos – na Avenida Brasil, 4365.

O projeto “Ciência Móvel – Vida e Saúde para Todos” é uma iniciativa do Museu da Vida, aprovado pela Lei Rouanet (Ministério da Cultura), e conta com as parcerias da Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro (Cecierj) e de Bio-Manguinhos. Em sua trajetória de sucesso, em oito anos já alcançou público superior a 600 mil pessoas, em mais de 100 viagens a 70 municípios.

Concebido para levar às cidades da região sudeste do país uma série de módulos interativos, o museu itinerante incorpora novidades ao conjunto atual (os tradicionais módulos como o planetário inflável, o girotech, que simula exercícios dos astronautas da Nasa, a pilha humana, exposições e palestras): números circenses e esquetes teatrais.

Entre os novos parceiros do projeto, o Coletivo Nopok se propõe a evidenciar a ciência presente em atividades circenses ao explorar conceitos como equilíbrio, gravidade e propagação de som em apresentações de malabares, monociclo e chicote. Também aliada do Ciência Móvel na temporada, a Companhia Ziripitó de teatro, cuja inspiração é a Comedia Della´arte, apresenta esquetes usando esta linguagem para contribuir com o fortalecimento do teatro infantil e sua relação com a ciência.Essa integração é feita por meio de pequenas intervenções dos atores junto aos módulos expositivos como objeto de cena, interagindo com o público e com os conteúdos propostos.

Outra atração da temporada é o Jogo das Vacinas, fruto da parceria entre Bio-Manguinhos, unidade da Fiocruz responsável pelo desenvolvimento tecnológico e pela produção de vacinas, reativos e biofármacos, e o Museu da Vida (Casa de Oswaldo Cruz).

O novo módulo é do tipo ludo, em que as crianças são as peças fundamentais. É composto por uma lona de 20 m², cartas, dado gigante, marcador de tempo e comporta quatro grupos de jogadores. Destinado a crianças a partir de 8 anos, a atividade simula uma batalha coletiva, travada para que todos os participantes sejam vacinados e fiquem protegidos contra doenças antes que o tempo se esgote. Com o jogo, também é possível conheceras características do universo microbiológico e entender a importância das vacinas na prevenção de moléstias causadas por vírus e bactérias. A atividade segue o calendário nacional de vacinação infantil.

Mais informações sobre o projeto “Ciência Móvel – Vida e Saúde para Todos” no site www.museudavida.fiocruz.br

Tags: brincadeiras, CIÊNCIA, crianças, fiocruz, manguinhos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.