Jornal do Brasil

Quinta-feira, 24 de Maio de 2018 Fundado em 1891

Ciência e Tecnologia

Juventude socialista discute capacidade de mobilização da internet

Jornal do Brasil

No segundo dia de discussões, jovens que participam do 17º Congresso da União da Juventude Socialista debateram hoje (23) a capacidade de mobilização da internet e, sobretudo, das redes sociais.

O presidente do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, Altamiro Borges, lembrou que a juventude brasileira, em particular, se mostrava bastante participativa mesmo antes do surgimento das redes sociais.

“A juventude sempre esteve nas ruas. Não é de agora e não é um fenômeno das redes sociais”, disse, ao destacar a participação de jovens em movimentos como Diretas Já! e Fora Collor. “Mas as redes sociais se transformaram em mais um instrumento de mobilização e debate”, completou.

Para Borges, a internet é vista como um palco de disputa. “Ou a gente entra com muita força ou a gente perde a disputa. Não dá para separar as redes das ruas. Essas coisas hoje estão conectadas, ligadas. Daí a importância de a gente agir com muita força nas redes sociais”, destacou.

Durante o debate, o diretor-presidente da Empresa Brasil de Comunicação, Nelson Breve, avaliou que os espaços públicos são importantes para fazer valer expressões coletivas, sobretudo na área cultural e política.

“A criação de meios de comunicação pela rede social e a difusão que acontece neste momento promovem uma grande mudança no ecossistema da comunicação”, disse. “Jamais seria possível combater o senso comum, que muitas vezes impera, se não fossem as redes sociais”, completou.

O 17º Congresso da União da Juventude Socialista segue até amanhã, em Brasília. Os trabalhos começaram ontem e a expectativa é reunir 3 mil jovens nos três dias do evento.

Agência Brasil


Tags: . discussão, brasil, jovens, tecnologia, usuários

Compartilhe: