Jornal do Brasil

Domingo, 31 de Agosto de 2014

Ciência e Tecnologia

Cariocas contam com novo centro oncológico

Jornal do Brasil

O aumento dos casos de câncer ainda é uma dura realidade mundial. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o número de novos casos deve crescer 57% em 20 anos, com projeção de 22 milhões de pessoas diagnosticadas com a doença nas próximas duas décadas. Mas as estratégias de prevenção para mudar esse quadro também avançam. Prova disso são as inovações da medicina que possibilitam a descoberta da patologia precocemente - fator que pode ser determinante para a redução da mortalidade - e o surgimento de novas opções de unidades de tratamento dos pacientes oncológicos. Como é o caso do Centro Oncológico São Lucas, localizado em Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro, em funcionamento pleno recentemente.

Segundo o oncologista Dante Pagnoncelli, responsável técnico da unidade, esses centros especializados no diagnóstico e tratamento do câncer já são realidade e responsáveis pela quebra do estigma da doença. "Antigamente, quando se diagnosticava uma pessoa, o nome da doença era pronunciado baixo, como se fosse uma sentença de morte. Contudo, os centros oncológicos tratam o paciente de maneira individualizada, com cuidados diferenciados, desde o momento de receber o diagnóstico da doença até sua recuperação, o que adicionou mais confiança e expectativa de vida para eles", afirma o médico.

Os cariocas já podem utilizar os serviços do Centro Oncológico São Lucas, fruto de investimento de R$ 2 milhões. A unidade, que oferece todos os tipos de tratamento quimioterápico intravenoso, tem capacidade para 400 atendimentos por mês, em um prédio com dois andares, dois consultórios, oito boxes para aplicação de quimioterapia, um leito de observação individualizado e uma unidade de diluição da medicação.

O novo serviço conta com a integralidade da assistência ao paciente, pois tem disponível toda a estrutura do Hospital São Lucas, como o "Serviço de Emergência 24 horas, com profissionais treinados para o atendimento desse perfil de paciente; o Centro de Tratamento Intensivo (CTI) e o centro cirúrgico do hospital, para os casos que necessitem de cirurgia ou internação", enfatiza Dante. Além disso, a unidade dispõe de uma equipe multidisciplinar formada por médicos oncologistas, hematologistas, enfermeiros e farmacêuticos especializados na área.

O Centro Oncológico fica na Rua Frederico Pamplona, 12, em Copacabana, e funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h. 

Tags: CÂNCER, casos, Rio, SAÚDE, tratamento

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.