Jornal do Brasil

Quarta-feira, 30 de Julho de 2014

Ciência e Tecnologia

Aplicativo promete encontrar o emprego perfeito

Jobr funciona como o app Tinder e conecta candidatos a vagas compatíveis com seu perfil

PorvirFernanda Kalena

Quem não quer um emprego bacana, estimulante e desafiador, um trabalho adequado as suas características pessoais e profissionais? A vontade pode ser grande, mas quando chega a hora de vasculhar as vagas disponíveis no mercado, não é nada fácil encontrar o emprego perfeito. Foi ao passar por essa dificuldade que o engenheiro de software Hari Ananth criou o Jobr, um aplicativo lançado há duas semanas nos EUA que promete acabar com esse problema.

“Tive a ideia numa época em que me sentia frustrado em meu trabalho e fiz uma tentativa de procurar novas oportunidades pelo celular. Esse processo foi tão decepcionante que eu senti que precisava me mexer e criar eu mesmo um aplicativo decente para isso”, conta Ananth. A ideia evoluiu para um aplicativo que ganhou destaque na imprensa internacional e hoje já anuncia vagas de empresas com postos de trabalho cobiçados, como a Ideo.

Para o usuário, o primeiro passo é baixar o aplicativo gratuitamente – é o empregador quem paga para anunciar a vaga. Depois, o aspirante a uma nova vaga conecta sua conta ao LinkedIn. Assim, o app cria um perfil do usuário com as informações disponíveis na rede social, como experiência profissional, áreas de interesse e formação acadêmica. Todas essas informações podem ser editadas e também é possível adicionar outras, como faixa salarial que procura e cidade de preferência.

Depois disso, a ferramenta funciona como o Tinder, um aplicativo que conecta pessoas desconhecidas com interesses semelhantes. Aparecem na tela do celular as oportunidades de emprego, com uma breve descrição, os contatos que trabalham na empresa e quantas habilidades do usuário são compatíveis com os pré-requisitos. Se achar a oferta interessante, é só deslizar a tela para a direita. Se não agradar, para a esquerda.

Do lado do empregador, o processo é semelhante. Quando a demonstração de interesse for mútua, uma janela de bate-papo é aberta para que uma conversa possa ser inicializada. “Percebi que o processo de contratação não funcionava direito para nenhum dos lados. De um modo geral, os recrutadores têm dificuldade em encontrar os candidatos certos e os candidatos têm muita dificuldade em encontrar as oportunidades certas. Isso está se tornando cada vez mais acentuado, as pessoas estão mudando de emprego cada vez com mais frequência”, avalia Ananth.

Além de buscar uma vaga para si, os usuários também podem recomendar colegas para as vagas que encontrarem. Caso o amigo seja contratado, quem o indicou recebe uma recompensa de US$ 1.000 do Jobr.

Por enquanto, o aplicativo funciona apenas nos Estados Unidos, mas, segundo Ananth, não vai demorar para o Jobr chegar a outros mercados. “Temos um longo caminho a percorrer, mas estamos animados com receptividade que estamos recebendo. Quanto ao Brasil, estamos encantados com a demanda e já iniciamos uma conversa com potenciais parceiros do país para melhorar a experiência. Esperamos obter uma solução o mais depressa possível. O Brasil pode esperar algo em breve!”, promete o criador do app.

Tags: app, mercado de trabalho, oportunidade de emprego, perfil profissional, vocação

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.