Jornal do Brasil

Quarta-feira, 30 de Julho de 2014

Ciência e Tecnologia

Stanford reduz investimentos em combustíveis fósseis

Jornal do Brasil

Uma matéria da revista Science desta semana relata que os defensores da redução do uso de combustíveis fósseis estão louvando o anúncio feito pela Universidade de Stanford, que na semana passada vendeu ações de 100 empresas de capital aberto com foco em extração de carvão, que faziam parte de seus 18,7 bilhões de dólares de dotação. A Stanford é a escola mais importante para anunciar a alienação de combustíveis fósseis; outras 11 escolas também anunciaram políticas de desinvestimento, diz o ativista da organização 350.org, uma organização sem fins lucrativos, que está a frente do movimento de desinvestimento. Um comunicado da Universidade diz que “foi um pequeno mas construtivo passo” para o desenvolvimento de “soluções energéticas sustentáveis amplamente viáveis”.

O impacto desse desinvestimento de Stanford sobre o ambiente ou a universidade está claro, no entanto a escola não divulgou o quanto as participações valeram a pena. Alguns céticos, incluindo a Associação Nacional de Faculdades e as Universidades Empresas, dizem que a iniciativa representa uma gota no oceano, e que outros vão investir em carvão se as universidades não quiserem mais investir.

Tags: empresas, reduz, revista, science, universidades

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.