Jornal do Brasil

Quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

Ciência e Tecnologia

Prevenção contra ataque de águas vivas na Austrália

Jornal do Brasil

Uma matéria da revista Science desta semana relata que uma pequena criatura, de poucos milímetros, uma água viva, tem um ferrão descomunal. Uma ferroada deste animal marinho provoca uma intensa dor muscular, vômitos, e aumento na pressão arterial e na frequência cardíaca, que pode até matar.

Cientistas desenvolveram um sistema de alerta sobre essas águas vivas, que pode impedir picadas, fechamento das praias, e perdas na economia de turismo. Quando os pesquisadores analisaram todos os ataques documentados da espécie de água viva Irukandji, na Barreira de Corais, de 1985 a 2012, bem como os padrões climáticos locais, eles descobriram que as picadas ocorreram na maioria das vezes após os ventos alísios de sudeste acalmar. A mudança nos ventos, pensam eles, altera as correntes, puxando para o mar bichos das águas profundas para as águas mais rasas. O fechamento das praias onde os ventos relaxaram, calculam eles, poderia ter diminuído as picadas das águas vidas em 61%. A nova descoberta não só pode acabar com o fechamento das praias, mas também pode levar a novas formas de informar os banhistas. 

Tags: águas, praias, revista, science, vivas

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.