Jornal do Brasil

Sábado, 1 de Novembro de 2014

Ciência e Tecnologia

Espaço reúne interessados em educomunicação

Media Education Lab inaugura co-study aberto e gratuito para possibilitar networking e debates

PorvirFernanda Kalena

Tem uma ideia que gostaria de tirar do papel e não sabe como? Ou então, já pensou num caminho mas não tem estrutura para isso? Está em busca de inspiração ou contatos para dar um próximo passo em um projeto? Quem vive algum desses dilemas e está envolvido com projetos de educomunicação ou de mídias educacionais de qualquer natureza agora pode contar com o auxílio do  laboratório remoto recém-inaugurado pelo Media Education Lab (MEL) na Escola São Paulo, na capital paulista.

“É um lugar que tem um papel de hub de invenções e inovações”, conta Alexandre Sayad, especialista em educação e fundador do MEL. “É um maker space, para as pessoas desenvolverem projetos, encontrarem amigos, construírem coisas, ouvirem pessoas. Enfim, a ideia é formar uma rede”, completa.

O espaço de co-study está aberto gratuitamente toda segunda-feira, da 14h às 17h, na Escola São Paulo, e todos interessados em trocar ideias ou angústias, apresentar ou colaborar com projetos são bem-vindos, de estudantes a profissionais. Os encontros são coordenados por um facilitador, que organiza e recebe as pessoas.

Neste começo, a ideia é que toda semana aconteça algum debate, seja em forma de palestra ou de apresentação de algum projeto para estimular a criatividade e movimentar o espaço. “Com o tempo vamos perceber como as pessoas se apropriam desse espaço, seja organicamente ou através de estímulos. Ele foi criado para ser um espaço experimental, de fomentação de ideias”.

Segundo Sayad, esse tipo de espaço aproxima a educação do mundo real e supre uma lacuna dos sistemas de ensino brasileiros. “A escola hoje é um lugar de estudo e de replicação, o fazer está fora dela. As instituições de ensino são muito higiênicas para atividades que envolvam riscos e experimentação.

Quem estiver interessado, pode encontrar as novidades da página do MEL no Facebook. Mas Sayad reforça: “É só chegar”.

Tags: educomunicação, escola são paulo, laboratório, midias sociais, projetos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.