Jornal do Brasil

Quarta-feira, 3 de Setembro de 2014

Ciência e Tecnologia

Lipoaspiração e aumento de seios são as plásticas preferidas das brasileiras

Jornal do Brasil

O Brasil realiza aproximadamente 629 mil cirurgias plásticas por ano. Desse total, 73% são operações estéticas e 27% reparadoras, segundo dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.  As mulheres são as que mais procuram o procedimento, sendo as cirurgias de aumento de mama e a lipoaspiração as preferidos delas. No decorrer do ano passado estas cirurgias foram as estrelas dos consultórios de cirurgiões em todo o país.

De acordo com o cirurgião plástico Allan Bernacchi, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, as mulheres brasileiras querem ter seios empinados e perfeitos e com a ajuda das próteses de silicone este desejo se tornou realidade. Pacientes do sexo feminino figuram com 88% da procura por operações que tragam melhoras estéticas.

No ranking das intervenções estéticas mais realizadas estão o aumento de mama (21%), lipoaspiração (20%) e abdômen (15%). Em seguida vêm redução de mama (12%), pálpebras (9%), nariz e plástica de face (7% em cada). Os números também são expressivos nos procedimentos não cirúrgicos, que embora não sejam os mais freqüentes (14%), são numerosos. Os mais realizados são os preenchimentos (92%) e toxina botulínica (91%). Além de peeling (53%), laser (24%) e suspensão com fios (21%). Os dados são da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), referentes a setembro de 2011 a agosto de 2013.

“Em relação às cirurgias, a lipoaspiração e a prótese de mama são as mais realizadas e, por muitas vezes, são cirurgias feitas ao mesmo tempo, levando uma satisfação maior das pacientes. A cirurgia plástica facial é mais comum em pacientes após os 40 anos. Porém com o uso dos procedimentos não cirúrgicos (peeling, preenchimentos, entre outros), esse tipo de operação tem sido retardada ou adiada por alguns anos. É importante salientar que os procedimentos não cirúrgicos não substituem a plástica, e sim, a retardam em alguns anos ou a complementam”, diz Allan Bernacchi.

O cirurgião plástico destaca ainda a participação dos homens nos procedimentos estéticos. Segundo dados da pesquisa encomendada pela SBCP, 16% do publico masculino também quer melhorar aspectos físicos no corpo.

“A procura dos homens pela cirurgia plástica tem aumentado a cada ano. As que mais realizamos neles são as plásticas de pálpebras, lipoaspiração, face, nariz e ginecomastia. Os homens também procuram os procedimentos não cirúrgicos como a aplicação de toxina botulínica e preenchimentos”, revela o cirurgião.

Outro destaque está relacionado à idade dos pacientes. 38% das cirurgias estéticas são feitas em pessoas na faixa etária que vai de 19 a 35 anos. Para essas pessoas cuidar do corpo é algo importante, sobretudo quando o caso se liga a melhora da auto-estima.

“A cirurgia plástica estética, está intimamente ligada à autoestima. Os pacientes após a cirurgia se sentem mais seguros e com a auto-estima elevada. Em relação à faixa etária das cirurgias, isso depende muito do tipo de operação. Pacientes jovens procuram mais a lipo e próteses para mama, já as pacientes com mais de 40 procuram, além da lipo e mama, as cirurgias faciais. O importante é a satisfação das pacientes com o resultado final das cirurgias independente da idade e da cirurgia realizada”, finaliza  Bernacchi.

Tags: cirurgias, estéticas, médico, mulheres, reparadoras

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.