Jornal do Brasil

Sábado, 29 de Novembro de 2014

Ciência e Tecnologia

Perfume masculino pode comprometer estudos biomédicos 

Jornal do Brasil

Uma matéria da revista Science desta semana revela que o perfume masculino pode estar comprometendo estudos biomédicos. Em estudos feitos em ratos foram injetados irritantes para pés, para ver o quanto de dor os ratos sentiam, e os ratos pareciam não sentir nada. Depois de estudos eles constataram que os ratos não sentiam dor, eram os ratos que foram tratados por estudantes do sexo masculino. Só essa distinção de gênero foi o suficiente para jogar todo um estudo fora, e influenciar o trabalho de outros pesquisadores.

Mogil, um cientista, que faz estudos há 25 anos nunca suspeitou que os animais de laboratório respondessem de formar diferente aos pesquisadores homens. Em 2007 em seu laboratório foi observado que os ratos passam menos tempo lambendo uma injeção de um doloroso sinal, quando alguém esta por perto, seja um boneco de papelão da Paris Hilton. Os cientistas começaram a se perguntar se os seus próprios dados foram influenciados pelo mesmo efeito. “Havia sussurros em reuniões de que havia tido confusão de resultados em investigações”, diz Mogil.

Tags: cientistas, investigação, laboratório, revista, science

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.