Jornal do Brasil

Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2014

Ciência e Tecnologia

Nasa anuncia descoberta de planeta similar a Terra

Kepler-186f é 10% maior do que a Terra e está distante 500 anos-luz do seu "Sol"

Agência ANSA

A Nasa anunciou nesta quinta-feira (17) que encontrou o primeiro planeta rochoso com características similares a Terra, entre as quais, a de que poderia manter a água em estado líquido - condição fundamental para hospedar formas de vida. Ele se encontra no mesmo "ângulo" que a Terra, está na Via Láctea e foi identificado pelo mais célebre "caçador de planetas" da Nasa, o telescópio espacial Kepler. As características foram detalhadas em uma matéria publicada na revista Science.    

Chamado de Kepler-186f, o novo planeta é 10% maior do que a Terra e está distante 500 anos-luz do seu "Sol". Ela tem ao seu redor mais cinco planetas que orbitam ao redor de uma estrela anã vermelha (uma estrela mais fria e menor que o nosso Sol).    Segundo os cálculos da Nasa, a Kepler-186f completa sua órbita em 130 dias e a distância que a separa dos outros planetas de seu sistema é equivalente a que existe entre o Sol e Mercúrio. 

De acordo com os cientistas, ele se encontra na "zona habitável", pois recebe luz e calor que poderia manter água líquida em sua superfície. Para a coordenadora da busca na Nasa, Elisa Quintana, o planeta pode receber de sua estrela a "justa dose de luz e calor, nem mais, nem menos" para que a água exista no local. Por este motivo, o Kepler-186f é muito diferente de outros planetas similares a Terra. Mas, para termos noção da semelhança, a coordenadora diz que ele poderia ser considerado mais "um primo do que um irmão gêmeo" do nosso planeta.    

As estrelas anãs vermelhas são muito numerosas na Via Láctea e têm características que as deixam particularmente interessantes aos olhos dos pesquisadores de vida em outros locais do espaço: isto porque que elas têm mais tempo disponível para que a superfície dos planetas que as rodeiam criem reações bioquímicas capazes de proporcionar o aparecimento e a evolução da vida. Por outro lado, esse tipo de estrelas menores são, em geral, mais ativas e emitem uma maior quantidade de radiação.

Tags: água, descoberta, kepler, Nasa, planeta novo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.