Jornal do Brasil

Domingo, 21 de Setembro de 2014

Ciência e Tecnologia

Mais de 120 cidades brasileiras apagam luzes na Hora do Planeta

Portal Terra

Cidades de todo o mundo apagarão as luzes neste sábado durante 60 minutos para a Hora do Planeta, iniciativa criada pela ONG ambientalista WWF. O ato simbólico acontece entre as 20h30 e 21h30 do fuso horário local para demonstrar preocupação com o meio ambiente. No Brasil, pelo menos 126 cidades participam do evento.

A iniciativa surgiu em Sydney em 2007 e convocou 2 milhões de pessoas. Sete anos depois, em 2013, cidadãos em mais de 153 países de todos os continentes, incluindo a Antártida, desligaram suas luzes. Mais de 1,3 mil monumentos e edifícios representativos foram apagados, contou a organização.

No Brasil, Belo Horizonte foi eleita a capital nacional da Hora do Planeta. Segundo um júri internacional, a cidade venceu uma disputa interna com Rio de Janeiro e São Paulo pelo esforço direcionado para a sustentabilidade. Em sua terceira edição, o Desafio das Cidades elegeu capitais em 13 países que atuam na preservação ambiental sustentável. 

“A primeira edição do Desafio no Brasil nos mostra que há excelentes exemplos de cidades que desempenham um papel de liderança, medindo suas emissões e construindo planos abrangentes para enfrentar as mudanças climáticas”, observou Florence Laloe, secretária executiva Câmara Internacional sobre desenvolvimento sustentável (Iclei, da sigla em Inglês). 

O parecer técnico do júri apontou que Belo Horizonte “apresenta uma estratégia de baixo carbono integrada, guiada por uma visão forte e construída através de ações concretas”. 

Segundo a prefeitura da capital mineira, entre os projetos que levaram a capital à vitória, está a Usina Solar Fotovoltaica, instalada na cobertura do Mineirão, um dos estádios da Copa do Mundo. O desenvolvimento adequado da energia solar térmica também foi fator determinante. “A capital mineira é referência na aplicação do coletor solar para aquecimento de água e em números de edificações multifamiliares existentes com a aplicação da tecnologia - aproximadamente 3 mil edifícios residenciais”, publicou a prefeitura após o resultado. 

Tags: energia, luz, mobilização, ONG, Planeta, wwf

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.