Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Dezembro de 2014

Ciência e Tecnologia

Rede Wings For Change seleciona jovens empreendedores sociais

Inscrições se encerram na próxima segunda-feira

Porvir

Ousadia, capacidade de inovação e potencial para transformar o mundo. Se você reúne essas características e tem entre 15 e 35 anos, esta é a última semana para se inscrever na seleção de novos integrantes da Rede Wings For Change, uma comunidade de jovens empreendedores sociais que recebem apoio para ampliar o impacto de suas iniciativas. Podem participar ativistas, fundadores de negócios sociais, líderes comunitários e responsáveis por ONGs.

No total serão selecionados cinco novos membros. Eles passarão a integrar a Rede, que já é composta por outros 10 empreendedores sociais que foram selecionados no ano passado. Além de receber um fundo de impulso no valor de R$ 5.000, os integrantes terão a oportunidade desenvolver um planejamento do seu negócio social, criar conexões com futuros parceiros, realizar viagens de aprendizado e consultar experts relacionados com a área jurídica, contábil, de comunicação e de captação de recursos.  Eles também têm acesso a bolsas de estudos de escolas parceiras para ampliar o seu conhecimento.

Para participar da seleção é importante que as iniciativas já tenham um histórico de realizações. Os candidatos devem gravar um vídeo de até três minutos respondendo à pergunta:“O que você está fazendo pra mudar o mundo?”. Em seguida, eles devem publicar esse conteúdo no YouTube e enviar o link para rede@wingsforchange.org.br. O e-mail deve conter informações sobre o empreendedor, incluindo o nome, idade, cidade, estado e telefone de contato.

Uma equipe do Instituto Asas irá analisar os vídeos enviados e escolher 15 finalistas, que serão chamados para participar de um painel de entrevistas. Após a indicação dos cinco selecionados, como uma etapa final, eles receberão uma visita da coordenação para apresentar de perto o projeto desenvolvido por eles e formalizar a participação de Rede Wings for Change.

O movimento Bike Anjo é uma das iniciativas que já integram a Rede. No projeto, ciclistas experientes ensinam gratuitamente pessoas com menos experiência a andar de bicicleta com segurança na cidade. De acordo com João Paulo Amaral, coordenador da iniciativa, a participação na Rede foi importante para estruturar o projeto, pensar em formas de sustentação financeira e atuar no planejamento de campanhas para adesão de novos voluntários. “A gente começou a entender que fazia um empreendimento social, mas precisava desenvolver uma bagagem estratégica para isso”, contou.

Segundo Amaral, uma dica fundamental para os candidatos que pretendem se inscrever é apresentar com clareza o projeto, além de mostrar como a organização atua e quais são os impactos que ela promove na comunidade. “É fundamental ter um projeto convincente e que possa mobilizar as pessoas para gerar transformações.”

Tags: comunidade, fundo de investimento, negócios sociais, oportunidade, processo seletivo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.