Jornal do Brasil

Quinta-feira, 21 de Agosto de 2014

Ciência e Tecnologia

Olfato pode identificar mais de 1 trilhão de odores, diz estudo

Portal Terra

Os seres humanos podem detectar mais de um trilhão de cheiros, de acordo com um novo estudo feito pelo Laboratório de Neurogenetics de Rockefeller que considerou o nariz como muito mais versátil do que os ouvidos e os olhos. Antes da pesquisa, cientistas acreditavam na possibilidade de identificar 10 mil odores diferentes, mas a expectativa estava muito abaixo da capacidade real. As informações são do Daily Mail.

Uma explicação seria a desatenção dos seres humanos em relação ao olfato, já que no mundo moderno o sentido já não é usado como modo de vida. De acordo com o líder da pesquisa, Andreas Keller, nossos ancestrais valorizavam mais o olfato como meio de sobrevivência. A evolução humana e a transição para postura ereta prejudicaram o trabalho na detecção dos aromas já que os narizes ficaram mais distantes do chão, de onde provem a maioria dos odores.

Além disso, banhos diários e desodorantes deixam os odores mais limitados. Segundo os pesquisadores, o conjunto de mudanças fez os humanos darem menos importância ao olfato, do que à visão e audição.

Para a pesquisa, um grupo de voluntários foi convidado a distinguir misturas complexas de aromas. Keller usou 128 moléculas de odor responsáveis pelos aromas como laranja, anis e hortelã. Ele as misturou em diferentes proporções. Os pesquisadores estavam interessados ??na percepção das qualidades do odor e não a sua intensidade.

Tags: cheiros, laboratório, misturas, nariz, órgãos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.