Jornal do Brasil

Quinta-feira, 18 de Setembro de 2014

Ciência e Tecnologia

AEB seleciona projetos para voos em microgravidade

Agência Brasil

A Agência Espacial Brasileira (AEB) vai selecionar projetos para experimentos em ambientes de microgravidade, que permitem o melhor entendimento e aperfeiçoamento em solo de processos físicos, químicos e biológicos de sistemas e objetos. 

Os interessados podem se inscrever até amanhã (17). Essa é a segunda chamada do 4º Anúncio de Oportunidades do Programa Microgravidade da AEB, que prevê três lançamentos do Veículo de Sondagem Brasileiro (VSB-30) entre 2014 e 2016. No formulário de inscrição, o pesquisador já pode escolher para qual voo ele quer seu experimento.

A terceira e última chamada desse anúncio está prevista para fevereiro de 2015. Segundo o gerente do Programa Microgravidade, Carlos Eduardo Quintanilha, além de disponibilizar o ambiente para pesquisa, por meio do voo, a AEB também financia os projetos. Uma comissão de julgamento vai determinar quais serão aprovados e quanto de financiamento vão receber. “Os experimentos enviados variam muito, mas todos propõem algum desenvolvimento científico, tecnológico ou educacional, que é o objetivo do programa”, disse o gerente. 

Foi por meio do Programa Microgravidade, criado em 1998, que a AEB viabilizou a ida do astronauta brasileiro Marcos Pontes à Estação Espacial Internacional (ISS), em 2010. [http://microgravidade.aeb.gov.br/index.php/missoes/centenário] “O Brasil tem um programa espacial, eu posso fazer parte do programa espacial e o programa espacial está aí para melhorar a vida de todo mundo. 

São as três frases que os brasileiros precisam entender e a AEB tem buscado isso por meio de seus programas”, acrescentou o gerente. Ele explica que experimentos escolares também são muito bem-vindos ao programa. “No voo de 2010 havia um experimento de uma escola de ensino fundamental de São José dos Campos. Eles são válidos, experimentos mais simples, mas que mostram o efeito da falta da gravidade em algum objeto ou sistema.

O importante é que colocam o aluno para participar do programa espacial, se inserir, descobrir o que é um foguete, quais as etapas; o aluno faz parte da missão”. O Brasil tem desenvolvido bem a tecnologia espacial, segundo o gerente. “O Brasil tem o melhor veículo para lançamentos de microgravidade de 6 a 10 minutos, que é VSB-30. O programa espacial europeu deixou de fabricar foguetes e compra os foguetes brasileiros para fazer seus lançamentos, então nessa parte [o programa brasileiro] está muito bem.”

Tags: a tecnologia, bem, desenvolvido, espacial, o gerente, segundo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.