Jornal do Brasil

Quinta-feira, 24 de Julho de 2014

Ciência e Tecnologia

Organizações querem barrar compra do WhatsApp pelo Facebook

Entidades alegam que a aquisição vai violar a privacidade dos usuários do app

Portal Terra

As organizações pró-privacidade Eletronic Privacy Information Center (EPIC) e a Center for Digital Democracy registraram uma reclamação formal para a Comissão Federal do Comércio dos Estados Unidos sobre a compra do WhatsApp pelo Facebook. Segundo o site Cnet, as organizações alegam que a aquisição vai violar a privacidade dos usuários do aplicativo.

A reclamação diz que a política de privacidade do WhatsApp é incompatível com a do Facebook, e as entidades pedem que a Comissão impeça a conclusão da compra até que essa situação seja ajustada. Elas argumentam que o Facebook tem um histórico de violação à privacidade dos usuários por mudar a política de privacidade da empresa, e que muitos usuários do WhatsApp são contra a fusão.

Em seu site, a EPIC diz que quer que a Comissão Federal do Comércio investigue se há proteções suficientes à privacidade para que o Facebook não tenha acesso aos dados dos usuários do WhatsApp.

Em comunicado, o Facebook reforçou que o WhatsApp vai operar como uma empresa separada e que vai honrar seus compromissos com a privacidade e segurança. Ainda segundo o Cnet, até a Comissão responder, a reclamação não influencia legalmente nas negociações da compra.

Tags: aplicativos, entidades, face, privacidade, tecnologia

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.