Jornal do Brasil

Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

Ciência e Tecnologia

Síndrome aumenta em 6 vezes chances de acidente no trânsito

Portal Terra

Um em cada 20 motoristas sofre de um distúrbio de sono que aumenta consideravelmente as chances de apagarem ao volante. Segundo um estudo de uma empresa especializada em transportes, somente na Inglaterra 1,4 milhões de motoristas oferecem graves riscos a si mesmos e aos outros devido a Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono. Pior ainda, a doença é responsável por um em cada cinco acidentes de trânsito, número que tende a aumentar devido ao crescimento da obesidade e do sedentarismo. As informações são do site Daily Mail.

Os pesquisadores concluíram que os motoristas que têm a síndrome tiveram a performance comparada a de condutores alcoolizados durante testes nos simuladores. "Estes motoristas que têm o problema, mas não se tratam, tem seis vezes mais chances de sofrerem um acidente de carro", explica o responsável pela pesquisa.

Segundo ele, a síndrome é uma séria condição em que os músculos da garganta relaxam tanto durante o sono que obstruem a passagem de ar, causando a falta dele e consequentemente o despertar repentino e brusco para voltar a respirar. 

Geralmente, as pessoas desconhecem que têm o problema, que pode acontecer centenas de vezes durante a noite. Entre os sintomas estão a sonolência durante o dia, aumento do ronco, sensação de asfixia, sono agitado e dificuldades de concentração. 

O diagnóstico geralmente é simples, o tratamento é bastante eficaz e se baseia em dormir com dispositivos de pressão que mantem as vias aéreas abertas. "Tipicamente, as pessoas que sofrem com isso são obesos e têm uma quantidade extra de gordura na região do pescoço que coloca ainda mais pressão na garganta", explica o professor John Stradling.

Tags: apnéia, estudo, motoristas, riscos, volante

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.