Jornal do Brasil

Segunda-feira, 28 de Julho de 2014

Ciência e Tecnologia

Os benefícios de estagiar em uma startup

Empresa aposta na oferta de experiências internacionais para jovens talentos 

PorvirFernanda Kalena

Com o crescente número de startups surgindo por todo o mundo aumenta também variedade de oportunidades de trabalho, inclusive para jovens estudantes. Se antes eles buscavam, em sua maioria, grandes empresas que pudessem pesar no currículo, hoje parte deles vêem optando iniciar suas carreiras em empresas novas, focadas em inovação, motivados pela chance de desenvolver habilidades que em grandes corporações nem sempre são possíveis, como empreendedorismo. E é com esses jovens que o empresário francês Yamin Chalabi e seus sócios, criadores da Planet Expat querem contar.

A proposta da empresa é ajudar outras startups a encontrarem os melhores estagiários para suas posições e, por outro lado, auxiliar esses jovens com desejo de trabalhar e morar em outro país. “A ideia é conectar estudantes, universidades e startups do mundo todo. Queremos que os jovens talentos enxerguem as empresas de inovação como ótimas oportunidades para iniciar e desenvolver suas carreiras”, explica Chalabi.

O objetivo é despertar nos estudantes ou recém formados o interesse em trabalhar em lugares onde irão assumir mais responsabilidades e poderão experimentar mais. “Queremos promover o espírito empreendedor desses estudantes. Normalmente, quem estuda nas melhores universidades quer trabalhar em grandes companhias. Elas são de fato mais acessíveis para esses estudantes, fazem eventos dentro das instituições, investem em publicidade. Uma startup ainda não tem isso. Mas por outro lado são excelentes ambientes de aprendizagem para quem está iniciando uma carreira”, conta Chalabi que completa: “Poder crescer junto com a empresa, acertar e errar com ela, entender os desafios do mercado globalizado são algumas das vantagens”.

A empresa possui parceria com grandes universidades na França e também faz o trabalho de mapear quais são as mais reconhecidas instituições nos países onde atuam, como Brasil, Chile, Argentina, Estados Unidos, Índia e diversos destinos europeus. Assim, conseguem fazer com que essas vagas cheguem aos estudantes que eles almejam auxiliar.

Segundo o empresário, é muito difícil para o jovem encontrar oportunidades de trabalho no exterior pois além dele não conhecer os mecanismos locais de busca por emprego, ele tem outros desafios como saber se a empresa é confiável, se ele vai se adaptar ao novo país e mesmo se ele possui o perfil adequado. Em contrapartida, para quem recebe o jovem, o desafio pode ser assumir a responsabilidade em trazer um estudante de outro país apenas o entrevistando pela internet.

“Somos bastante cautelosos. Visitamos toda empresa que nos procura, para entender qual é o produto ou serviço oferecido, quais os objetivos e que tipo de pessoa eles precisam trabalhando com eles. Quando levamos as oportunidades para as universidades, precisamos mostrar que sabemos para onde estamos mandando os estudantes, temos que ter essa segurança. E também para garantir que o estágio tenha um conteúdo educativo”, conta Chalabi.

Os interessados nas oportunidades passam por uma seleção feita pela Planet Expat, que encaminha apenas três deles para o contratante. “Esse processo facilita e deixa mais prático para as startup o processo de contratação, com mais foco. Só entrevistam pessoas que merecem o tempo deles.”

Foi assim com o administrador de empresas português João Teixeira Machado, que estava cursando mestrado na Escola Superior de Comércio, em Paris, quando ficou sabendo de uma oportunidade de trabalho no Brasil e se candidatou. Fez as entrevistas pela internet e conseguiu o emprego. “Eles queriam alguém que ajudasse a empresa a crescer, estavam buscando alguém com experiência internacional em consultorias. E eu queria trabalhar em uma startup. Acho importante, pois no futuro quero criar algo meu, mas para isso, tenho que aprender como se faz”, conta ele que hoje é diretor de marketing e vendas na 4vets, plataforma on-lline de vendas de produtos veterinários.

Estudantes também podem procurar a empresa, para eles o serviço é gratuito. A Planet Expat faz uma avaliação de perfil e fica de olho em oportunidades que se adequem aos seus interesses. “O estudante fica no nosso radar”, brinca Chalabi. Em um ano e meio de atividade, a empresa já soma mais de 70 estudantes trabalhando ao redor do mundo.

Tags: emprego, ensino superior, estágio, oportunidade profissional, planet expat

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.