Jornal do Brasil

Domingo, 26 de Outubro de 2014

Ciência e Tecnologia

Homossexualidade masculina estaria em DNA, afirma pesquisa controversa

Autores lembram, no entanto, que os genes não seriam completamente determinantes

Portal Terra

Mais uma vez o assunto das causas da homossexualidade vem à tona. Desta vez, uma pesquisa americana afirma ter encontrado modificações genéticas no cromossomo X dos homens que poderiam causar influência na orientação sexual. Para os autores do estudo, há evidências de que homens gays carregam influências em seu DNA – mas que fatores sociais e ambientais também influenciariam.

Segundo informações do jornal Independent, o estudo foi apresentado no encontro anual da Associação para o Avanço da Ciência nesta quinta-feira, 13 de fevereiro. A pesquisa analisou o DNA de quatrocentos pares de irmãos para ver se haveria alguma predisposição genética para ser gay.

Os cientistas encontraram uma região do cromossomo X (Xq28) que teve um impacto na sexualidade masculina, assim como num trecho do cromossomo 8.

Dr. Michael Bailey, da Universidade de Northwestern, de Illionois, disse que a orientação sexual não teria nada a ver com escolhas. “Nossas pesquisas sugeriram que pode haver alguns genes em jogo em relação à homossexualidade. Encontramos evidências para dois conjuntos que afetam se um homem é gay ou hetero.”

Mas ele enfatizou que os genes não são completamente determinantes, havendo também os fatores ambientais e sociais, e que os fatores ambientais (que são aqueles externos a nós desde nosso nascimento) ainda seriam os que mais causam impacto na sexualidade de alguém. 

O estudo ainda não foi publicado, mas as pesquisas iniciaram em 1993 pelo Dr. Dean Gamer, do Instituto Nacional Americano de Câncer, quem encontrou marcas genéticas no cromossomo X de homens gays.

Há perspectivas de que futuramente o teste genético possa ser feito ainda durante o pré-natal da grávida; no entanto, a completa certeza da orientação sexual não seria revelada, dado que haveria outros fatores influenciando o homem.

O porta-voz Richard Lane da Stonewall, Organização para os Direitos Gays, comentou sobre o assunto. De acordo com o Independent, ele disse que “esses tipos de estudos vivem aparecendo, pretendendo provar as origens da orientação sexual, sem realmente fazer pesquisa ou provar realmente na prática.” 

Tags: cromossomo x, GENÉTICA, lgbts, orientação sexual, pesquisa, sexualidade

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.