Jornal do Brasil

Sexta-feira, 21 de Novembro de 2014

Ciência e Tecnologia

Torneio entre startups distribui US$ 1 milhão em prêmios

QPrize, da Qualcomm, já auxiliou startups de diversos lugares do mundo com R$ 5,2 mi

Portal Terra

Startups de tecnologia competem em si no mercado, mas também podem competir em um torneio e ganhar dinheiro. O QPrize, uma competição para achar projetos em potencial nas startups de tecnologia, chega a sua quarta edição e distribuirá US$ 1 milhão (R$ 2,4 milhões) em prêmios. A América Latina é uma das sete localidades que podem receber inscrições de startups ao lado de China, Índia, Europa, Coreia do Sul, Israel e América do Norte.

Criado pelo braço de investimentos da empresa de tecnologia  Qualcomm, o prêmio existe desde 2010 e já distribuiu US$ 2,3 milhões (R$ 5,2 milhões) para as startups de diversos lugares do mundo. Entre os projetos, o QPrize busca investir em empresas de gadgets, programas, saúde ou finanças. "A competição QPrize nos permite conhecer empresas em fase muito precoce em regiões-chave de todo o mundo, e a financiar a próxima geração de inovadores”, afirma Nagraj Kashyap, vice-presidente sênior da Qualcomm Ventures.

Podem participar companhias que valem menos de US$ 2 milhões, com produto destinado ao consumidor e que tenham um diferencial no mercado de smartphones e tablets. Os finalistas recebem US$ 100 mil (R$ 240 mil) e os vencedores recebem US$ 150 mil (R$ 360 mil). A final do QPrize será realizada em São Francisco (EUA), em um evento exclusivo com a Bloomberg, e contará com 8 finalistas, sendo cada região representada com um finalista.

Kashyap ainda afirma que o perfil da startup – finalista ou vencedora – precisa ser específico e inovador, algo que pode ser feito em outros mercados como o Brasil. “Muito da tecnologia é feita nos EUA. Contudo as aplicações podem ser feitas em qualquer lugar, dependendo do mercado global”, disse Nagraj. “A mesma tecnologia pode ser usada no Brasil, na China ou na Índia, por causa das diferenças de mercado ou custos”, completou.

Ainda segundo Kashyap, a Qualcomm já obteve o retorno dos investimentos. Somando, as companhias finalistas das outras três edições já arrecadaram US$ 153 milhões, e as vencedoras conseguiram arrecadar US$ 870 milhões.

Investimentos no mercado brasileiro

Desde 2012, a premiação já investiu em quatro empresas, os casos mais famosos são dos aplicativos para celulares, 99 Taxi e Emprego Ligado. No último ano o vencedor da América Latina foi outro brasileiro, o Zoop, um serviço de pagamento e comercialização para celulares, smartphones e outros aparelhos móveis. “Junto com o nosso dinheiro, eles puderam arrecadar mais dinheiro de outras companhias”, explica Carlos Krokon, vice-presidente da Qualcomm Ventures no Brasil.

O crescimento no mercado nos últimos dois anos, é visto como vital para o crescimento de muitas empresas brasileiras. “Pegando como exemplo a 99 Táxi, sem o crescimento de mercado ela jamais teria oportunidade”, disse Kashyap.  

Para Krokon, a categoria de serviços, ganhadora nos últimos anos, não é tão importante para escolher as startups com potencial. “Tudo tem haver com como é o modelo de negócios. Procuramos por modelos de negócios que são sustentáveis, boas margens financeiras etc”, diz o executivo.

A data limite para inscrição é no site é dia 18/04.

Tags: competição, investimento, qualcomm, startups, tecnologia

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.