Jornal do Brasil

Quarta-feira, 23 de Abril de 2014

Ciência e Tecnologia

Unicamp fica entre as 15 melhores em ranking de universidades 'jovens'

Instituição é a única da América do Sul na lista.

Portal Terra

A Quacquarelli Symonds (QS), que produz o ranking TopUniversities, divulgou a segunda edição do ranking "The QS Top 50 Under 50", que lista as 50 principais universidades do mundo com menos de 50 anos, a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) subiu 7 lugares em relação ao último ano, ficando na 15ª posição.  A relação seleciona as instituições de ensino superior mais "jovens" e melhor colocadas no QS World University Rankings, produzido anualmente desde 2004. A instituição é a única da América do Sul na lista.

O ranking determina as posições das universidades de acordo com uma série de indicadores, entre os quais reputação acadêmica, relação entre número de professores e de estudantes, citações de trabalhos científicos e número de pesquisadores estrangeiros que trabalham na instituição.

Fundada em 1966, a Unicamp tem 1.750 docentes, dos quais 98% são doutores, e mais de 17 mil alunos matriculados em 66 cursos de graduação. Na pós-graduação são mais de 19 mil alunos matriculados em 144 cursos. É a universidade brasileira com maior índice de alunos na pós-graduação, com aproximadamente 12% das teses de mestrado e doutorado em desenvolvimento no país.

A Unicamp responde por 15% da pesquisa acadêmica no Brasil e mantém a liderança com relação ao número de artigos per capita publicados anualmente em revistas indexadas na base de dados ISI/WoS.  Com tem três campi - em Campinas, Piracicaba e Limeira - e compreende 22 unidades de ensino e pesquisa, a instituição possui também um vasto complexo de saúde, além de 23 núcleos e centros interdisciplinares, dois colégios técnicos e uma série de unidades de apoio.

Entre as dez melhores, três ficam em Hong Kong, duas na Coreia do Sul e uma da Bélgica, Espanha, Estados Unidos e Países Baixos. As cinco primeiras posições do ranking são ocupadas pela Universidade de Ciência e Tecnologia de Hong Kong, Universidade Tecnológica de Nanyang, Instituto Avançado de Ciência e Tecnologia da Coreia do Sul, City University de Hong Kong e Pohang Universidade de Ciência e Tecnologia (POSTECH)

A QS também destaca a participação brasileira no QS World University Rankings: Latin America. "De uma perspectiva internacional, a relação das 200 primeiras fornece mais evidências da emergência do Brasil como potência econômica. Há um impressionante total de oito universidades brasileiras no top 20 e 31 no top 100", disse Danny Byrne, editor da TopUniversities.com.

Tags: Enem, ensino superior, graduação, pesquisa acadêmica, universidades

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.