Jornal do Brasil

Sexta-feira, 25 de Abril de 2014

Ciência e Tecnologia

Plataforma ajuda na busca por emprego dos sonhos

99Jobs é um portal adaptativo que permite ao usuário encontrar vagas

Porvir

Buscar um novo trabalho em sites de vagas de emprego nem sempre é uma tarefa fácil. Mesmo com a multiplicação de portais do gênero, encontrar oportunidades compatíveis com os objetivos do candidato requer certo grau de paciência. É preciso gastar certo tempo no preenchimento on-line do currículo e torcer para que a leitura dos dados cadastrados seja capaz de gerar uma lista de vagas adequadas ao perfil do usuário. Foi buscando resolver essa situação, considerada desgastante por muitos, que o grupo de jovens sediados em São Paulo resolveu lançar a 99Jobs, uma plataforma adaptativa  criada com objetivo de conectar, de forma prática, candidatos a empresas e vagas de trabalho de seu interesse. O portal, que é aberto e gratuito, tem a missão de buscar o emprego “dos sonhos” para cada um dos candidatos cadastrados. Para isso, o 99Jobs aposta na conexão do perfil da vaga da empresa contratante com os interesses pessoais e o projeto de vida de jovens usuários.

Assim, acreditando na ideia de inversão da lógica de contratação, a plataforma tem como pretensão ser um ambiente virtual massificado e colaborativo onde candidatos buscam as vagas que lhes interessam, e não o contrário. E para que essa busca seja, de fato, eficiente, a 99Jobs desenvolveu um algoritmo capaz de selecionar às empresas mais “adequadas” para cada tipo de usuário. Para tanto, além de um questionário curto onde o candidato seleciona suas áreas de preferência (mais informações abaixo), a plataforma analisa o perfil do candidato em redes sociais, como o Facebook. Dessa forma, em questão de segundos, o portal consegue disponibilizar a listagem com algumas das 800 empresas já cadastradas no portal que tem mais a ver com o perfil dos usuários.

Com as companhias listadas, o usuário tem acesso a uma série de informações da empresa. A ideia é que tais dados possam auxiliá-lo na decisão de fazer parte ou não do processo de seleção aberto pela organização por meio da 99Jobs. Assim, na página da companhia, é possível consultar a missão da empresa, fotos, a localização geográfica, informações produzidas em suas redes sociais e notícias em geral. Também é possível ler opiniões de ex-funcionários e trabalhadores atuais que podem avaliar, de forma anônima, a empresa e compartilhar suas opiniões sobre a instituição de maneira mais informal. O usuário também consegue identificar se alguém de sua rede de contatos do Facebook já trabalhou em determinada empresa.

“Nossa missão é mudar o mundo ajudando as pessoas a fazerem o que elas amam. Queremos construir uma comunidade com o maior número de avaliações de pessoas que trabalham ou já trabalharam nas empresas cadastradas. Com isso queremos criar uma grande massa de informação, para ajudar as pessoas a se conectaram com a organização desejada, ou para que elas saibam mais à respeito da empresa antes de se conectar a ela”, afirma, em vídeo, Eduardo Migliano, Gerente de Produtos da 99Jobs. O nome da empresa, aliás, representa o número porcentual de confiabilidade no tipo de vaga ofertada ao candidato, segundo afirmam os fundadores da plataforma.

Atualmente, contando com mais de 2 mil usuários cadastrados, a 99Jobs mapeia oportunidades de emprego, estágios e trainees em nove estados brasileiros: Alagoas, Bahia, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. Além da disponibilização de informações sobre a empresa e vagas em aberto, a plataforma também permite que os usuários ofereçam serviços para a comunidade cadastrada no 99Jobs. Geralmente, eles são relacionados a temas envolvendo recrutamento, seleção e formação.

Assim, por meio de tais “consultorias” – todas elas de curta duração –, o usuário consegue receber dicas para morar em determinadas cidades, ou ter revisado seu currículo, ou ainda  receber instruções sobre como participar de uma entrevista em inglês. Há ainda relatos, geralmente repassadas por Skype, sobre experiências acadêmicas em determinadas instituições de ensino e também instruções básicas sobre programação. O valor de todas essas ofertas é de R$ 9, conforme política da plataforma. A ideia é que a pequena ajuda possa contribuir ainda mais para os candidatos conquistarem a vaga e a trabalharem com o que gostam que fazer.

Cadastro

E para ter acesso a todas as oportunidades presentes no portal, o usuário deve fazer um rápido cadastro, que pode ser efetivado por vinculação da conta do Facebook ou pelo e-mail pessoal. Depois da seleção da modalidade de cadastramento, o candidato deve marcar, dentre a dezena de opções apresentadas, as principais áreas de interesse que o levarão ao trabalho “dos sonhos”. O usuário também deve selecionar as principais palavras-chave relacionadas às oportunidades de sua referência. Elas vão de “bens de consumo” à “programação”, passando por “ONG” e “multinacional”. Feito essa triagem inicial, a plataforma gera, automaticamente, uma lista de oportunidades relacionadas ao perfil recém cadastrado. As preferências podem ser alteradas a qualquer momento pelo usuário.

Além das oportunidades de emprego a que o usuário tem acesso a informações de todas as empresas cadastradas no portal. O acervo das contratantes é bem variado.  São companhias que vão do setor de varejo ao bancário. A Geekie, Microsoft e o Google são apenas alguns exemplos das empresas listadas no 99Jobs. Para o usuário, o mais interessante é que elas podem ser buscada a partir de vários critérios: das que atualmente oferecem vagas às cadastradas recentemente. Também existe um filtro que permite a visualização das empresas melhor avaliadas. A análise é feita pelos próprios funcionários que incluíram sua opinião no perfil da companhia presente no 99Jobs.

A gratuidade do acesso ao usuário é possível pela cobranças às empresas cadastradas no portal. Muitas delas, enxergam na ideia disseminada pela 99jobs, uma oportunidade de ter acesso a candidatos realmente interessados em seus postos de trabalho. Elas também veem a plataforma como um vitrine que a permite se diferenciar no mercado, no momento em que optam por essa inversão no processo de contratação e recrutamento.

Tags: futuro profissional, mudança profissional, nova oportunidade, novo emprego, recolocação

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.