Jornal do Brasil

Sábado, 22 de Julho de 2017

Ciência e Tecnologia

Cientista Louis Ignarro ensina a viver até os 100 anos

Jornal do Brasil

Marcelo Gigliotti , Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - Loius Ignarro foi laureado com o Prêmio Nobel de Medicina em 1998. Ele foi premiado por suas descobertas no tratamento de doenças cardiovasculares, hipertensão e colesterol alto. Suas pesquisas abriram o caminho para a produção do Viagra. Ele diz que a combinação de exercícios físicos e alimentação balanceada pode levar a pessoa a viver até 100 anos. Aos 68 anos, o cientista americano pedala quatro horas por dia e diz se sentir mais forte que durante a sua juventude. Ele esteve esta semana no Rio de Janeiro, quando concedeu esta entrevista para o JB.

Qual o segredo da longevidade?

O segredo da longevidade é ter uma nutrição saudável e fazer exercícios físicos regularmente. Com isso, você conseguirá de seu corpo o que ele mais pode lhe dar. Deve-se comer muitas frutas e vegetais frescos diariamente. Eles contém antioxidantes que são conhecidos por aumentar a longevidade.

Como o senhor se sente sendo um vencedor de Prêmio Nobel que ajudou a criar o Viagra?

Sinto-me muito contente em ter participado das pesquisas que levaram à criação do Viagra. Ele ajuda em torno de 10% da população masculina a voltar a praticar a atividade sexual que não poderia ser feita sem o Viagra. Em resumo, 10% da população masculina têm problemas de ereção. O Viagra é um dos medicamentos mais usados do mundo. Ele resgata os homens a uma vida sexual ativa.

Como manter o cérebro ativo?

Os especialistas em nutrição acreditam que ter uma vida saudável é ter uma boa alimentação e fazer exercícios físicos regularmente. Isso contribui diretamente com a saúde na atividade cerebral. Uma recomendação vale para todos, mas em especial para as pessoas quando estão envelhecendo: ler, ler, ler. Assim como nosso corpo, o cérebro necessita se exercitar, ler é o melhor exercício para o cérebro.

Como criar uma nova geração crianças, adolescentes e jovens com hábitos mais saudáveis?

Essa consciência precisa começar em casa e entrar nas escolas. Não funciona quando você diz a seus filhos para comer alimentos saudáveis, se você não faz isso e não segue os mesmos valores. É muito difícil mudar os hábitos, especialmente depois de certa idade. Comidas fritas são muito saborosas e as pessoas acabam comendo cada vez mais. É importante evitar alimentos que vêm em pacotes. Tome muito cuidado com eles. É importante ter uma dieta balanceada e essa mentalidade voltada para hábitos saudáveis como um todo. As chances de evitar doenças cardíacas e estender a vida com qualidade são enormes. Essas crianças devem ter sorte e podem viver até 100 anos com saúde, se exercitando e tendo uma vida normal. Até mesmo crianças, filhas de pais com doenças cardíacas, podem mudar a forma como seus corpos funcionam por meio de exercícios e um diferente estilo de vida saudável. Os corpos delas podem crescer de forma diferente e não desenvolver essas doenças genéticas.

Pessoas já na idade adulta têm chance de dar uma virada, incorporar hábitos saudáveis e chegar a uma idade avançada com qualidade de vida?

Claro, pessoas com 30, 40, 50 têm a mesma chance. Para chegar aos 100 anos, as pessoas precisam mudar o estilo de vida. Doenças cardíacas são reversíveis e podem ser evitadas. Eu posso dizer que um pequeno percentual de doenças cardíacas é genético e o resto é causado por hábitos não saudáveis.

Com evitar as doenças?

Todo mundo sabe o que se deve fazer, todos conhecem os segredos para evitar doenças e ter uma vida saudável. O problema é que as pessoas acabam querendo mas não tendo, de fato, hábitos saudáveis nem fazendo dietas balanceadas ou praticando exercícios físicos. Não se trata de usar medicamentos. Se você pensar bem, há cerca de 70 anos, não havia remédios. As pessoas devem, sim, prevenir doenças. Prevenção é a chave. O fato é que devemos evitar, definitivamente, as gorduras saturadas, que causam doenças cardíacas, diabetes e morte precoce. O problema é que esses alimentos são muito saborosos, e então as pessoas acabam não resistindo e esquecendo o que devem fazer. Carne vermelha, frango e sal devem ser evitados, sim. O sal, usado por muito tempo, causa aumento de pressão no sangue e hipertensão. Pessoas com hipertensão, com o tempo, acabam tendo problemas do coração e há redução da longevidade. Pode parecer óbvio, mas exercícios aeróbicos são fundamentais. É preciso suar. Se você faz exercícios e não acontece nada, você precisa mudar o movimento. Eu mesmo faço muito exercício. Tem dias que pedalo até 4 horas e hoje, com 68 anos, me sinto mais forte que durante a fase conhecida como juventude. Durante as 24 horas depois do exercício físico, o corpo usa a energia dos alimentos e joga fora a caloria. Isso tudo, aliado à alimentação saudável, pouco calórica e alguns complementos alimentares, é o tal segredo.

O senhor teve a oportunidade de diagnosticar os hábitos ou o estado de saúde geral do carioca? O que o senhor achou do Rio de Janeiro por exemplo no aspecto da alimentação? Se é culturalmente ' bom.

A dieta do brasileiro em geral é saudável por que as pessoas comem frutas e vegetais. Mas observo que as pessoas ainda comem muita carne e pouco peixe. Eu recomendaria reduzir um terço do consumo de carne e aumentar o máximo possível o consumo de peixes, não deixando de continuar a ingerir frutas e vegetais.

Compartilhe: