Jornal do Brasil

Quinta-feira, 2 de Outubro de 2014

Ciência e Tecnologia

Búzios sem argentinos por causa da gripe suína

Jornal do Brasil

Marcelo Gigliotti, Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - Além de suas incomparáveis belezas naturais, do charme de sua arquitetura e do cuidado com a preservação ambiental, o balneário de Búzios é conhecido como um dos destinos preferidos de turistas argentinos, que lotam a cidade tanto no verão quanto no inverno. Mas, este ano, está sendo diferente. A frequência de argentinos despencou nas férias de meio de ano. E uma das razões para isso seria a gripe suína, segundo os hoteleiros de Búzios. O país vizinho atravessa um surto forte da doença, e já registrou mais mortes do que o México.

Registramos uma queda de 50% na vinda de turistas argentinos agora em julho comenta Thomas Weber, presidente da Associação de Hotéis em Búzios.

Segundo ele, a queda chega a 70% nos hotéis localizados na região da Praia de João Fernandes, mais procurados pelos argentinos.

Em julho, costumam chegar 200 turistas argentinos à cidade. Mas este número caiu bastante diz Thomas Weber. Os argentinos representam o mercado mais importante para nós em julho, mais do que o turismo de brasileiros afirma.

O balneário, de qualquer forma, se preparou para receber os turistas argentinos. A Secretaria de Saúde de Búzios fez um trabalho junto a hotéis e pousadas, orientando que estes estabelecimentos entrassem em contato caso verificassem alguma suspeita da doença.

Fizemos também um trabalho de conscientização e informação com a população local, orientando sobre cuidados com a saúde, sintomas da doença e como e onde procurar tratamento diz o secretário de Saúde, Alexandre Martins.

Segundo ele, a preparação da cidade para enfrentar a gripe foi meio no susto . Há cerca de 15 dias, um turista chileno apresentou sintomas da doença.

Nós estávamos totalmente despreparados. Como não tínhamos kits de diagnóstico, mandamos ele para Rio coletar material. Depois, ele voltou para Búzios, para ficar em quarentena no Hospital Rodolfo Perissé, daqui conta.

O caso do chileno fez com que o secretário convocasse especialistas da Secretaria Estadual de Saúde para vir à cidade, para capacitar os profissionais da área médica.

Compartilhe: