Jornal do Brasil

Sábado, 18 de Novembro de 2017

Ciência e Tecnologia

Maior evento de extensão da UFRJ acontece em Cabo Frio

Jornal do Brasil

JB Online

RIO - Aprender técnicas de navegação à vela, construção naval e animação, fazer teatro, praticar esportes de litoral e escalada, desvendar um pouco da vida marinha e brincar com ecossistemas. Entre os dias 12 e 18 de maio (de segunda-feira a domingo), a população de Cabo Frio poderá participar dessas e outras atividades nas mais de 30 oficinas do 10º Festival UFRJ Mar, organizadas por técnicos, alunos de graduação e pós da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

As atividades estão distribuídas em cinco Pólos (Praia do Forte, Praia das Palmeiras, Dormitório das Garças e escolas Américo Vespúcio e Marly Capp) e compõem cinco grandes eixos temáticos: Educação Física e Desportos, Ciência e Tecnologia, Vida e Meio Ambiente, Saúde e Bem Estar, Letras e Artes. No total, são 350 alunos, 40 professores e técnicos e 18 departamentos e centros da universidade envolvidos, o que torna o Festival UFRJ Mar o maior evento interdisciplinar de extensão da UFRJ.

De acordo com informações da Prefeitura, no ano passado, durante os cinco dias de evento, cerca de 30 mil pessoas compareceram.

O Festival UFRJ Mar se caracteriza por uma estratégia que rende frutos duplamente: dentro da instituição por promover a integração de diversos departamentos e incetivar o trabalho interdisciplinar e também fora dela, uma vez que retorna para a sociedade o conhecimento produzido na academia e busca desenvolver ações permanentes para o desenvolvimento de regiões costeiras onde a presença de instituições de ensino superior costuma ser rarefeita ou mesmo inexistente.

Esta é a quarta vez que o evento acontece na cidade (Ilha Grande, Arraial do Cabo, Macaé e Paraty sediaram outras edições do Festival) e os cabofrienses já podem ver os resultados da parceria entre a universidade por meio do Núcleo Interdisciplinar UFRJ Mar - e o governo local. Durante o Festival passado, em maio de 2007, Prefeitura e UFRJ assinaram um convênio para a presença permanente da universidade no município, com projetos de ensino, pesquisa e extensão, como a criação de um Colégio Politécnico, administrado em consórcio, de uma Marina Escola, uma Estação de Oceanografia e Aqüicultura e um Centro de Cultura Náutica, bem como Centro Vocacionais Tecnológicos (CVTs) de Construção Naval e Pesca. Já no início de 2008 foi inaugurado o Colégio Politécnico.

Quatro oficinas fazem parte de Educação Física e Desportos, sendo elas Esportes de Litoral, Os Sentidos em Equilíbrio (Corporeidade), Muro de escalada, Lutas o Homem Inspirado nas Forças da Natureza. Nove oficinas estão agrupadas em Ciência e Tecnologia, sendo 3 de Construção Naval (Costura e Cola, Strip Planking e Prancha), mais Comunicação Audiovisual - técnicas de animação, Fábrica de Moléculas, Meteorologista Mirim, além das 2 oficinas de navegação à vela (MV 25 e Dingue) e remo em caiaques.

O grupo Vida e Meio Ambiente é composto por seis oficinas: Educação Ambiental: Brincando com ecossistemas, O Mundo Numa Gota D'água, Como os animais se formam?, Scientificarte - Observar para Conhecer, Bichos do Fundo do Mar e Horta em Pet. Cinco oficinas compõem o eixo temático Saúde e Bem-Estar: Pequenas ações salvam vidas, Fisioterapia Motora, Programa Papo Cabeça, Como está sua saúde? e Combate à Dengue. A área de Letras e Artes envolve sete atividades: Contação de Histórias, Teatro de sombras, Caracterização Teatral, Modelagem em argila, Reciclagem de Papel, Confecção de Crachás e Parede Parade (Arte de Rua).

As unidades da UFRJ envolvidas são: Escola de Educação Física e Desportos, Grupo de Educação Multimídia (Gem - UFRJmar), Departamento de Engenharia Oceânica, Núcleo Interdisciplinar UFRJ Mar, Instituto de Química, Instituto de Metereologia, Instituto de Biologia, Laboratório de Limnologia, o Núcleo em Ecologia e Desenvolvimento Sócio Ambiental de Macaé (Nupem UFRJ), Laboratório de Pesquisas Costeiras e Estuarinas (LabCoest UFRJmar), Prefeitura Universitária, Centro de Ciências da Saúde (CCS UFRJ), Liga Acadêmica de Trauma e Emergência do Departamento de Cirurgia da Faculdade de Medicina (Late-UFRJ), Faculdade de Fisiterapia, Maternidade Escola, Divisão de Saúde do Trabalhador (DVST - UFRJ), Faculdade de Letras, Escola de Belas Artes, Gráfica UFRJ, Colégio de Pescadores de Macaé.

Mostra do Vídeo Social está entre as novidades do 10º Festival

Além das oficinas, a programação inclui uma Mostra do Vídeo Social, no dia 13 de maio, no Colégio Américo Vespúcio. Dentro da proposta de diálogo entre Universidade e sociedade, a Mostra será composta não só por vídeos produzidos nos programas de educação e de comunicação da Universidade, mas também por ONGs e pelos próprios moradores de comunidades de baixa renda no Rio de Janeiro.

Entre os convidados constam representantes das Faculdades de Comunicação e de Educação da UFRJ, do Grupo de Educação Multimídia (Gem / UFRJ Mar) e dos grupos Viajando na Telinha, Cecip (Centro de Criação de Imagem Popular), Bem TV e Nós na Fita. Nos painés da manhã e da tarde, os convidados apresentam suas produções e contam suas experiências de utilização do audiovisual e das novas tecnologias como caminho para a educação e formação de jovens e cidadãos críticos, seja nas instituições de ensino, nos telecentros, escolas ou nas comunidades de baixa renda do Rio de Janeiro.

Confira a programação do 10º Festival: http://www.ufrjmar.ufrj.br/

Compartilhe: