Jornal do Brasil

Domingo, 19 de Agosto de 2018 Fundado em 1891
Hildegard Angel

Colunistas - Hildegard Angel

Manuela d’Ávila no JB

Jornal do Brasil

Quem veio nos visitar, em nossa sede na Avenida Rio Branco com vista para a Quinta Avenida em Manhattan, foi a candidata à Presidência da República, Manuela d’Ávila. Modéstia à parte, nossa sede é quase tão bonita quanto a Manuela, e dá o maior prazer receber ali as personalidades de expressão da vida nacional. Manuela veio falar de seus projetos, das eleições 2018 e do clima político do país. Acompanhada de alguns assistentes, da deputada federal Jandira Feghalli e de Leonardo Giordano, ela comentou sua preocupação com as fake news, um problema, segundo ela, antigo. Relembrou sua candidatura à prefeitura de Porto Alegre, em 2008, e já naquela época, a despeito das redes sociais, seus adversários espalhavam militantes pela cidade, sobretudo em pontos de ônibus, para dizer que ela tinha diversos amantes e que, portanto, não era uma mulher íntegra. Ou, nas palavras da revista Veja, não era “bela, recatada e do lar”.

Falando em lar, quem adorou nossa redação foi a pequena Laura, fi lha de Manuela. Parecia que estava em casa. Brincou no terraço, correu pelos corredores e não chorou nem uma única vez! Mostrou seu desembaraço. Quando viu que o dono do pedaço era o presidente Catito Peres, chegou para ele e informou que também iria almoçar. E quando viu os garçons chegarem com as travessas, entrou pela Copa adentro para escolher o que preferia comer. Depois, sentou-se ao lado de seu BFF*, o Catito, e roubou a cena durante o almoço inteiro, monopolizando atenções com um machucadinho no dedo, que exigiu aplicações de gelo, que ela mesma providenciou. Ao que o editor Toninho Nascimento decretou: “A Laura precisa de um assistente só para ela”.

*BFF - Best Friend Forever

NEM BEM completou o segundo mês, o JORNAL DO BRASIL já é alvo da mais honrosa homenagem da Cidade do Rio de Janeiro: a Medalha Pedro Ernesto, conferida pela Câmara Municipal. A iniciativa é do vereador Leonel Brizola, do Psol, que com isso quer celebrar nosso retorno às bancas. A solenidade será no dia 18, às 18h30. Várias gerações de jotabenianos, jornalistas e leitores, são esperadas... A JUSTIÇA, através de liminar, suspendeu as eleições para presidência do Acadêmicos do Salgueiro marcadas para amanhã... A CHAPA de oposição denunciou supostas irregularidades no processo eleitoral. Alegou que a atual presidente, Regina Coeli, candidata da situação, estaria concorrendo à reeleição pela terceira vez, o que o estatuto proíbe... MAS REGINA CELI não entrega os pontos: entrou com um recurso no TJ-RJ contra a decisão da Justiça... DESDE QUE ASSUMIU, Temer promove o desmonte do país. Na quinta-feira, o editorial do Jornal do Brasil foi direto: a privatização da Eletrobrás é crime de lesa-pátria. É o próximo passo do governo, não satisfeito com a venda do pré-sal a preços irrisórios... NO MESMO DIA, a Associação de Funcionários de Furnas, braço da Eletrobrás, promoveu Reunião Aberta diante do Escritório Central de Botafogo, na Rua Real Grandeza... OS FUNCIONÁRIOS foram alertados sobre o andamento do Projeto de Lei 9463, para a desestatização da estatal do setor de energia, e debateram medidas para evitar esse golpe de lesa pátria... E FOI CONVOCADA toda a categoria para Audiência Pública contra a privatização de Eletrobrás, Furnas, Cepel e Eletronuclear. Vai ser dia 11 na Alerj... PIONEIRA da moda no Rio de Janeiro, Mara Mac Dowell abriu a primeira “boutique” da cidade, a Mariazinha, e depois a moda pegou. Ninguém mais tinha loja de moda, só boutique. Décadas depois ela criou marca própria, a Mara Mac... MARA TEM muito a ensinar, e vai comandar dois bate-papos sobre moda e estilo, em suas lojas do Shopping Leblon, dia 9, e de Ipanema, dia 10. Eu vou correndo aprender com ela...

Ernesto Neto

Foi na casa amarela de Frances Reynolds Marinho no Jardim Botânico. Seus convidados sofi sticados foram conhecer detalhes do último trabalho de Ernesto Neto, que já há um tempo está em seu momento antropológico. Sua fase Abaporu. Seu Movimento Modernista Ernestista. Depois do mergulho na temática indígena da instalação Vozes da Floresta, ele parece ter absorvido tudo de bom que os índios brasileiros têm a ensinar. A gentileza, a alegria, o desprendimento, a interação com a natureza e a prática do Santo Daime. No último ano, ele trabalhou na instalação de uma grande árvore, que cobrirá o teto de uma estação ferroviária em Zurique, a Instalação “GaiaMotherTree”, consistindo numa imensa renda, uma teia que cai em gotas, um crochê de tiras de algodão, misturando elementos da natureza, sementes, folhas, especiarias aromáticas. O algodão passou por tingimento natural, na técnica indígena. Sam Keller, diretor da Fondation Beyeler em Riehen, perto de Basileia, que encomendou a “GaiaMotherTree”, diz que ela não é apenas uma fabulosa escultura, servirá também como espaço para meditação, num local onde, por dia, circulam um milhão de pessoas. Corresponde, em Zurique, à Grand Central Station de Nova York. Foi uma noite de prestígio, como todas que Frances promove. Ernesto explicou com uma frase breve seu trabalho, agradecendo o coletivo de rendeiras e crocheteiras, que se dedicaram a ele durante o ano inteiro. E começou a cantar um canto indígena. Nada mais precisava ser dito.  



Tags: borbulhantes, coluna, gaiamothertree, hildegard, jb

Compartilhe: