Jornal do Brasil

Terça-feira, 21 de Agosto de 2018 Fundado em 1891
Hildegard Angel

Colunistas - Hildegard Angel

Os contos da Cantuária

Jornal do Brasil HILDEGARD ANGEL

Jantar de aniversário de embaixatriz Helô Cantuária na casa da família, no Jardim Botânico, em frente à residência Brando Barbosa, com as mangueiras seculares. Jardim impecável. Os filhos todos vieram dos quatro pontos cardeais. Helo é casada com o embaixador aposentado Antonio Cantuária Guimarães, diplomata de alto conceito, que ocupou postos de relevo por sua competência e as qualidades humanas, sempre atento aos cidadãos brasileiros no exterior. Dando-lhes toda a assistência possível. Helô é filha de Chica Boavista, gêmea da embaixatriz Nininha Leitão da Cunha, grandes senhoras da velha alta sociedade tradicional do Brasil, e é muito fiel às suas amigas. Madeleine Saade, quando desembarcou no Rio de Janeiro, filha de próspero comerciante e banqueiro libanês em Nassau, chegou com uma bagagem impressionante de vestidos Dior numerados, alta costura. 

Helô Cantuária, Vera Bocayuva e Helena Pedrosa

Era uma jovem senhora riquíssima, que vinha com indicações para procurar Helô Boavista. Fizeram-se amigas. A vida sorriu para Madeleine algumas vezes, e chorou outras tantas. Ela se tornou uma disputada chef de cuisine, que teve em Helô uma das grandes incentivadoras. Não há jantar dos Cantuária, nem mesmo no Natal, que não tenha a grife Madeleine Saade...  Entre os presentes ao jantar de aniversário estava o diplomata João Paulo Pimentel Brandão, que é dos maiores especialistas em protocolo do Itamaraty. Era a quem Lily Marinho recorria sempre que precisava marcar mesas muito complicadas, quando havia vários convidados do mesmo naipe... Vera Bocayuva debutava com o nariz pós bisturi do médico José de Faria, xô septo desviado!... 

Chico Azevedo e Somsy Lima e Silva                                                    Moema Jafet e Marcio Roiter

A grande dama Maria Thereza Williams desceu do Alto da Boa Vista e passou momentos muito agradáveis conversando com sua amiga Regina Mayall... Filhos e netos de Helô presentes. Inclusive um que é tatuador, João Pedro... Chico Lima e Silva teve direito a uma vela vulcão compartilhada no bolo. Ele é um homem de forte ascendência e descendência. Ascendência da avó, Mistinguett, das mais belas pernas do music hall da Europa, nos anos loucos, quando, em 1923, ela veio para a inauguração do Copacabana Palace, mas foi impedida de mostrar as pernas mais faladas do mundo. E de forte descendência pelo filho, Lulu Lima e Silva, dos gatos mais bonitos de sua geração, companheiro da estilista Lenny Niemeyer... 

Brava gente brasileira

A busca da inspiração para a Coleção Verão 2019 que desfilou na SPFW levou Fernanda Yamamoto a Mirandópolis, quase 600 km distante da capital paulistana, mais precisamente na comunidade agrícola Yuba, para conhecer o cotidiano de não mais que 100 habitantes, que vivem de forma totalmente auto sustentável - da alimentação à habitação. Saiu de lá com a coleção pronta na cabeça. E não foi só. Levou a turma da Yuba, cuja origem remonta a descendentes de imigrantes japoneses desde 1908, para assistir e desfilar, no Parque do Ibirapuera. 

A busca da inspiração para a Coleção Verão 2019 que desfilou na SPFW levou Fernanda Yamamoto a Mirandópolis, quase 600 km distante da capital paulistana

Para traduzir através da moda o que viu na lavoura e nas artes Yuba, Yamamoto investiu em organzas plissadas de forma natural, com nervuras, tais e quais as das folhas da flora locais. Os tradicionais lenços a amarrações na cintura - tipo quimonos - conferiram um ‘aroma’ japa à coleção, que teve um plus, segundo Fernanda nos contou: ela se inspirou numa técnica japonesa de tingimento chamada shibori, feita a partir de costuras e amarrações. O tingimento de todos os looks natural, usando ferro, feijão e spirulina. 

Como delicadeza pouca é bobagem, o entourage de modelos contou com moradoras da Yuba, algumas sorridentes, outras nervosas ao fazer o pivô na passarela, mas todas orgulhosas de verem a cultura japonesa e sustentável virar moda, ali, diante de um pit lotado de fotógrafos, influencers (termo da moda) e curiosos. 

As palmas foram de pé, coroando um desfile que honrou a beleza do trabalho braçal rural e ainda deu relevo à arte delicada e sutil apenas encontrada quando o olhar é genuíno. Como deveria sempre ser. Brava gente Yuba! Brava Yamamoto! 

Moda de resistência

Paulo Borges, todo poderoso da São Paulo Fashion Week, e o grupo Luminosidade - de que Borges é parte - agora são donos de 49% da maior semana de moda da América Latina. O restante foi arrematado por um fundo árabe de Abu Dhabi, a IMM Participações, com outros interesses no Brasil no setor de entretenimento, como Rock in Rio, UFC etc. E o que muda daqui para frente com a transação?

“Calma, não vou usar burca!”, diz Paulo Borges. “Teremos agora uma empresa global e com uma estrutura maior por trás. Com isso, haverá uma internacionalização, um network, uma estratégia global. Penso numa São Paulo Fashion Week promovendo a unificação da moda da América Latina”, anunciou. O Rio de Janeiro tem representação reduzida no evento: Osklen, Lenny Niemeyer e Salinas. Para Borges, são “gente de fibra”. 

Não só eles, mas todos: “Seguir no calendário da moda é resistência”. E pensar que as semanas da moda começaram no Rio... Nem só de panos pra mangas se faz o Borges. Ele se prepara para lançar, ano que vem, o livro em que conta sua história com o filho, Henrique. A editora queria o texto pro ano passado, mas, com a maior semana de moda da América Latina para cuidar, haja tempo. “Era impensável, se pensarmos, há 20 anos, um solteiro gay adotar um menino negro de forma oficial. Quero contar esse caminho, os processos de intimidação racial por parte da sociedade. Crio meu filho para ser um homem forte, com a consciência de que é um afrodescendente num mundo racista. Mas os tempos mudaram. O livro é também para dizer isso”, ele nos conta, antes de assistir ao desfile da UMA, de Raquel Davidowicz, no Museu da Imigração, na Mooca.

BORBULHANTES

SUA ALTEZA Imperial e Real o príncipe Francisco de Orléans e Bragança internou-se no Hospital de Traumatologia e Ortopedia Dona Lindu, em Paraíba do Sul, hospital público de referência em questões ortopédicas, da rede estadual, conveniado com o SUS. Ele passou por uma cirurgia dos joelhos... O PRÍNCIPE é um homem de hábitos simples e sem arrogâncias, como são os demais filhos do Chefe da Casa Imperial do Brasil, saudoso dom Pedro Henrique de Orléans e Bragança e dona Maria Isabel da Baviera... DONA LINDU, que dá nome ao hospital, vocês sabem, é a mãe do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. Quando a República e a Monarquia se encontram... E POR FALAR em monarquistas... O 30 DE ABRIL é data festiva para a engenharia ferroviária. Nesse dia, em 1854, circulou o primeiro trem no país, levando a bordo o Imperador dom  Pedro II e sua comitiva, cumprindo trajeto de 14 km, entre Magé e a Raiz da Serra de Petrópolis... NA OCASIÃO, dom Pedro II colocou sobre a locomotiva Baroneza uma Bandeira Imperial, peça que foi restaurada e passará a ser exposta no Clube de Engenharia, quando será homenageado o notável e pioneiro Barão de Mauá, que fabricou os equipamentos ferroviários e construiu aquela estrada... O ÚLTIMO engenheiro vivo da equipe de Mauá conservou a bandeira-relíquia e a doou ao Clube... JUNTAM-SE AO Clube de Engenharia nessa celebração, a tataraneta do Barão de Mauá, Lilian Ramos, que lançou recentemente uma biografia do seu antepassado, e a Associação de Engenheiros Ferroviários, presidida, sinal dos tempos, pela engenheira Isabel Cristina Junqueira de Andrea... JÁ QUE O TEMA é realeza, mais um empresário tenta usurpar a roubar a coroa do Rei dos Camarotes... O PRETENDENTE ao trono de Majestade das Baladas é Jean Mancini, que comandou mais um feriado agitado na Praia Rasa, em Búzios, onde seu Silk Beach Club fez festão pelos quatro anos de atividades, com uma line up que somou vários DJs... A FESTA bombou com o belga Loulou Player, Leo Dagaz, Felipe Assad e Andrew Gracie... O REI DA NOITE de Búzios é de uma dinastia da night. Foi seu pai quem levou a paulistana Boate Pachá para a Região dos Lagos... EM BÚZIOS, além do Silk, Mancini tem o ArtRockCafé, o Luv Pocker, a Pizza Pino, o Buda Beach e o Toa... EXTRA! EXTRA! Sessão extraordinária na Câmara Municipal marcada ontem para dia 2 de maio, quando serão votados todos os projetos envolvendo o nome de Marielle Franco. São oito ao todo... UM DELES, que certamente causará polêmica, é o da vereadora Tania Bastos, do PRB, que confere à Câmara Municipal do Rio de Janeiro o nome Câmara Marielle Franco do Município do Rio de Janeiro. Numa ilação com a Assembleia Legislativa, que leva o nome de Tiradentes... 

SENSAÇÃO DA MÚSICA 

pop brasileira, Iza lançou nesta terça-feira uma nova versão de seu dueto com Rincon Sapiência, Ginga. O “batidão” da black music foi trocado por uma versão mais leve, acústica, que conta com apenas com um violão e as vozes de Iza e Gabi Luthai. Mais um sucesso nas redes!

Com João Francisco Werneck



Tags: angel, borbulhantes, coluna, hildegard, jb

Compartilhe: