Jornal do Brasil

Terça-feira, 19 de Setembro de 2017

Economia - Balcão de Emprego

Projeto Hip Hop  Conhecimento chega ao seu segundo ano

Jornal do Brasil

O projeto Hip Hop Conhecimento chega ao seu segundo ano reunindo artistas e profissionais da cultura Hip Hop em uma série de 5 encontros com workshops e palestras seguidos de pockets shows, em que serão discutidos diversos temas relacionados a profissionalização do movimento em todas as suas vertentes.

“É um projeto que pretende investir na difusão do 5º elemento da cultura Hip Hop, o conhecimento”, explica Marcão Baixada, curador do projeto e um dos principais nomes em ascensão da cena Hip Hop do estado do Rio de Janeiro. 

O projeto será realizado gratuitamente entre agosto e outubro de 2017 em 4 cidades da Baixada Fluminense: Caxias, Nova Iguaçu, Mesquita e Belford Roxo.

Wilmore Oliveira abre a programção no dia 24 de agosto, às 19h, no Soma Hub, em Caxias
Wilmore Oliveira abre a programção no dia 24 de agosto, às 19h, no Soma Hub, em Caxias

O seu início será dia 24 de agosto, às 19h, no Soma Hub, em Caxias, com a participação de Wilmore Oliveira, fotógrafo da turnê do rapper Marcelo D2 e do coletivo I Hate Flash, que abordará o tema 'Fotografia: de Olho na Rua' em que apresentará a questão do registro e desenvolvimento da memória da atual cena do Hip Hop no Rio de Janeiro. O pocket show ficará por conta do rapper BZ, morador da Vila Operária.

Além da fotografia, a programação contempla os seguintes temas: 'Multilinguagens e estéticas do feminismo', 'Beatmakers: Dos Home Studios aos selos', 'Conexão Skate', 'Rima na Rua'”. Com a participação de importantes artistas, músicos e produtores do Movimento Hip Hop do estado, tais como Panmela Castro, Yas Werneck, Ademar Luquinhas, DJ set Dree, Goribeatzz, Gunjah Clan, Cesar Schwenck, Jota Rosário, NT e Autonomia.

Rodrigo Caetano, produtor e idealizador do projeto, explica que: “A curadoria do projeto foca em usar o Hip Hop como algo transcultural que perpassa diversas questões para além do artístico. E essas questões são pouco abordadas fora dos ambientes diferentes dos acadêmicos ou institucionais.” E complementa: “A ideia, na realidade, é discutir temas que passam transversalmente pelo Hip Hop, mas que abordam questões que vão de conscientização política, valorização das minorias, ampliação de direitos até economia criativa, desenvolvimento e mercado artístico”

Marcão Baixada

Marcus da Silva é conhecido como Marcão Baixada e atende como rapper, produtor, músico e escritor. O nome é a junção do seu apelido de infância com o nome da região em que nasceu e foi criado, a Baixada Fluminense. Já representou a cultura Hip Hop em diversos palcos do Brasil e no exterior, além de vencer alguns prêmios, como o Take Back The Mic ­ A Copa do Mundo do Hip Hop e o Prêmio Baixada 2015, na categoria Música. Também faz parte do Instituto Enraizados, organização de Hip­Hop e juventude baseada em Morro Agudo, na cidade de Nova Iguaçu, onde presta consultoria em projetos e eventos, além de atuar como curador do projeto Hip Hop Conhecimento.

Wilmore Oliveira

Carioca da zona norte morando na zona sul da cidade. Fotógrafo a 6 anos, atualmente fotógrafo de turnê com Marcelo D2 e trabalhando no coletivo I Hate Flash desde 2014, com trabalhos além do envolvimento com o RAP entre Nike, Rock in Rio, Heineken e diversas outras marcas. Também colaborador da VICE Brasil e mantém experiência que vem diretamente do cenário underground carioca.

BZ

Influenciado pelo Funk Music, pelo Rock e Hip Hop do início dos anos 90, o tatuador Rodrigo Bezerra, é conhecido no meio artístico pelo vulgo BZ. Em 2009, atuou no extinto projeto La Santa Máfia, que foi produzido pelo Beatbasshightech, em Volta Redonda. Dessa vez em um projeto solo, BZ retorna às atividades com a banca/selo MTD Records para lançar seu EP de estreia intitulado 'É Muito Doido', em 2015.

Em 2016 continuou fazendo shows, divulgando seu EP pela América do Sul e abrindo os shows da turnê da banda Confronto no Chile. Atualmente está em estúdio gravando seu próximo lançamento.

Hip Hop Conhecimento

Hip Hop é uma cultura formada por 4 elementos: Break, DJ, MC e Graffiti. O Conhecimento é considerado por muitos o 5° elemento e a chave para o desenvolvimento do praticante de qualquer um de seus 4 primeiros elementos
Hip Hop é uma cultura formada por 4 elementos: Break, DJ, MC e Graffiti. O Conhecimento é considerado por muitos o 5° elemento e a chave para o desenvolvimento do praticante de qualquer um de seus 4 primeiros elementos

Hip Hop é uma cultura formada por 4 elementos: Break, DJ, MC e Graffiti. O Conhecimento é considerado por muitos o 5° elemento e a chave para o desenvolvimento do praticante de qualquer um de seus 4 primeiros elementos. Partindo desse raciocínio e enxergando a cultura Hip Hop como uma ferramenta que abrange desde a ampliação de direitos, o entretenimento e também as atividades econômicas, em 2016 surgiu o projeto Hip Hop Conhecimento, com apoio da SEC/RJ, por meio do edital de microprojetos, visando estimular e munir de informação jovens da região da Baixada Fluminense, adeptos e praticantes do segmento, sendo realizado em 3 municípios da Baixada Fluminense (Queimados, Nilópolis e Nova Iguaçu) e tendo recebido grandes artistas como DJ Machintal, Dudu de Morro Agudo, Kajaman e o grafiteiro André “Kajaman” Lourenço, através de rodas de bate papo com artistas em início de carreira na Baixada Fluminense.

Programação completa

Agosto

24 | quinta-feira | 16h

Convidado: Wilmore Oliveira | fotógrafo do rapper Marcelo D2 e do coletivo I Hate Flash

Tema: Fotografia: de Olho na Rua

Pocket Show: BZ

Local: Soma Hub | Caxias - Rua General Camara,18 - 25 de agosto - Duque de Caxias (Em frente a 59º DP)

Setembro

03 | sábado | 16h

Convidado: Goribeatzz | Produtor do Studio Setor e organizador de encontros de beatmakers e batalhas de beats

Tema: Dos home studios aos selos - Processo criativo e valorização dos beatmakers e produtores musicais

Pocket Show: Gunjah Clan

Local: Centro Cultural Donana | Belford Roxo - R. Aguapeí, 197 - Areia Branca, Belford Roxo

16 | sábado | 19h

Convidada: Ademar Luquinhas | Fundador da Ademáfia e do Baile do Ademar

Tema: Conexão Skate - Como o esporte se conecta e comunica com o mundo e a cena musical na era da internet

Pocket Show: DJ set Dree

Local: Soma Hub | Caxias - Rua General Câmara 18 - 25 de agosto - Duque de Caxias (Em frente a 59º DP)

30 | sábado | 16h

Convidada: Panmela Castro | artista visual e fundadora da Rede Nami

Tema:  Multilinguagens e estéticas do feminismo

Pocket Show: Yas Werneck

Local: Instituto Enraizados | Nova Iguaçu - R. Pres. Kenedy, 41 - Morro Agudo, Nova Iguaçu

Outubro

14 | sábado| 16h

Convidados: Cesar Schwenck (Fundador da Brutal Crew e organizador da Batalha do Real) + Jota Rosário (DJ e produtor da festa Guetto) + NT (MC e produtor da Roda Cultural da Praça da Telemar (RCPT)

Tema: Rima na Rua - O fenômeno das batalhas de MCs e Rodas de Rima e logística em eventos de rua

Pocket Show: Autonomia

Local: Espaço Cultural BF | Mesquita - Av. Baronesa de Mesquita, 96 - Centro, Mesquita

Serviço: Hip Hop Conhecimento

Mais informações: https://www.facebook.com/events/135535273720301

Tags: break, bz, dj, marcão baixada, mc e graffiti, memória, movimento, profissionalização, transcultural, wilmore oliveira

Compartilhe: