Jornal do Brasil

Segunda-feira, 16 de Julho de 2018 Fundado em 1891

País - Artigo

Educação empreendedora é ponte para o sucesso

Jornal do Brasil RICARDO MOTTA *

Nem só de espírito empreendedor vivem os negócios. O sucesso no mundo business vai muito além de coragem e determinação. No entanto, a educação empreendedora pode resolver essa equação de maneira satisfatória. De que forma? 

Atualmente, são vários fatores que atrapalham a vida de quem está começando nos negócios. A falta de conhecimento e educação empreendedora são as principais delas, por exemplo. Há quem diga que nosso ambiente empresarial é ruim, burocrático, lento e joga contra. Outros reclamam dos impostos altos que não permitem o crescimento dos pequenos negócios. Ou ainda há quem não recomende empreender num mercado como o brasileiro por falta de apoio governamental. 

Por esses motivos, somente a vontade de crescer nos negócios não irá ajudar. Para ser bem-sucedido, todo empreendedor, mesmo aquele que realiza por necessidade, precisa se preparar. Isso envolve buscar entender sobre finanças, a parte jurídica, contabilidade, legalização, marketing, entre outros fatores. Empreender é uma opção que demanda muito esforço, mas pode ser muito satisfatória se bem desempenhada. 

O outro detalhe importante para o sucesso são as boas ideias. Porém, não se pode viver somente delas. É preciso aprender a colocá-las em prática. Caso contrário, não tem como ir a lugar algum. A diferença está em quem consegue executá-las. 

As ideias, hoje, são como commodities, pois temos muita gente no mundo com ideias. Mas para que elas possam se tornar realidade, é preciso conversar sobre elas com outras pessoas. Veja a opinião delas, avalie se o que propõem realmente está ajudando ou trazendo facilidades para alguém. 

Aprenda sobre o mercado no qual seu negócio está inserido. Avalie sobre seus possíveis clientes, sobre o produto ou serviço que será vendido, sobre as necessidades de seus futuros clientes e o que você pode fazer para resolver essa dor ou necessidade. 

Pesquise, estude e queira aprender sempre. Por exemplo, busque entender sobre MVP (mínimo produto viável), prototipação, validação de hipóteses. Tudo isso é primordial para quem acredita ter boas ideias. 

Caso não saiba como dar os primeiros passos, busque ajuda. Há diversos programas voltados para novos empreendedores e startups, como por exemplo as pré-aceleradoras. E, acima de tudo, não se esqueça de amar o que faz.

* CEO da StartupGrid, consultor de negócios e mentor de startups



Tags: artigo, coluna, educação, jb, texto

Compartilhe: