Jornal do Brasil

Sábado, 25 de Outubro de 2014

Anna Ramalho

Seleção brasileira carece de maior suporte psicológico

A coach desportiva Nell Salgado alerta: a seleção brasileira não tem suporte psicológico para lidar com dificuldades. 

"Se começarmos mal no jogo, nossos jogadores não conhecem as ferramentas para contornar a situação: otimismo, foco e fé". Hoje em dia os principais times do mundo têm treinamento de mente como parte da rotina de atleta, mas no Brasil, ter psicólogo é "bobagem". "Estou na torcida para dominarmos o campo em todos os jogos", completa.

Um exemplo da influência do fator psicológico no desempenho dos jogadores pôde ser constatado no jogo Costa do Marfim x Japão. O time africano perdia até os 20 minutos do segundo tempo, quando o jogador Drogba entrou em campo, causando medo nos japoneses e proporcionando esperança e energia extra aos demais atletas do time, que virou o placar.

Tags: 2014, Copa, futebol, Mundo, psicologia

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.