Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Setembro de 2014

Anna Ramalho

Anna Bella Geiger no MoMA

Junto de Lygia Clark, o MoMA abriga também, até 24 de julho, a mostra “On The Edge: Brazilian Film Experiments of the 1960s and Early 1970s”, uma vasta seleção de curtas e longa-metragens experimentais, realizados por artistas brasileiros durante a ditadura.

No próximo dia 04 de junho, a instituição vai exibir diversas produções audiovisuais da Anna Bella Geiger, como "Mapas Elementares" e "Paisagens", já adquiridos para coleção do próprio museu. 

Gravuras da fase abstrata e da fase visceral da artista - assim denominadas pelo crítico Mario Pedrosa -  dos anos 60, assim como gravuras da série denominada  Local da Ação, (cartograficas especialmente) constam do acervo da instituição. Também fazem parte as séries de cartões postais denominadas “Brasil Nativo Brasil Alienígena” (1977) e “O pão nosso de cada dia” (1968). Anna Bella Geiger já expôs no MoMA, entre individuais e coletivas.

A mostra de filmes brasileiros também conta com obras de Hélio Oiticica, Glauber Rocha, o poeta Raimundo Amado e a artista Lygia Pape. A seleção apresenta desde a estética B de José Mojica Marins, até os protestos na voz de Caetano Veloso. Alguns títulos populares como “Deus e o diabo na Terra do Sol” e “Bandido da Luz Vermelha” também estão na programação

Tags: artes, cultura, exposição, mostra, NY

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.