Jornal do Brasil

Quarta-feira, 16 de Abril de 2014

Anna Ramalho

Ex-primeira dama da França curte dor de cotovelo nas Ilhas Maurício

A ex-primeira dama da França, a jornalista Valérie Trierweiler – traída e trocada publicamente pela atriz Julie Gayet – se mandou para as Ilhas Maurício. Quer fugir do circo que virou sua vida depois do Gayetgate, como o affair é chamado na mídia francesa. Curte a temporada de dor de cotovelo onde pode ter temperaturas mais quentes e um clima mais ameno. Em todos os sentidos. Valérie compartilha um bangalô em resort de luxo com duas amigas.

Trierweiler aproveita o descanso para pensar sobre seu futuro profissional. Um livro sobre seus 18 meses de poder é uma ideia fascinante, resta saber se vão deixar ela contar tudo. Em seu refúgio nas Ilhas Maurício, a jornalista foi poupada de testemunhar pessoalmente a sua perda pessoal de poder: há cerca de 10 dias, ela não tem mais direito a carro de polícia estacionado diante de sua casa, na rue Cauchy.

Enquanto isso, no Elysée, seu ex, o presidente François Hollande – ao que parece nem tão picolé de chuchu quanto se pensava – segue namorando Mademoiselle Gayet, ainda que discretamente.

Julie Gayet, o pivô da separação: linda, jovem, sedutora
Julie Gayet, o pivô da separação: linda, jovem, sedutora

Tags: affair, julie gayet, presidente, refúgio, separação

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.