Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Dezembro de 2014

Anna Ramalho

Protógenes Queiroz autografa livro da Operação Satiagraha

Protógenes Queiroz lança no dia 11 de fevereiro,  às 18h30, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, em São Paulo,  o livro "Operação Satiagraha", editado pela Universo dos Livros.

Durante um ano e meio, Protógenes Queiroz comandou a operação da Polícia Federal de todos os tempos, que investigou o desvio de verbas públicas, crimes de lavagem de dinheiro e corrupção. 

Mesmo com os holofotes voltados ao caso, no dia 14 de julho de 2008, exatamente seis dias após a deflagração, Queiroz foi afastado pela PF, com a justificativa de que ele iria fazer um “curso de reciclagem”. Mas, segundo Queiroz, seu desligamento foi proposital: “me afastaram para que eu não concluísse a investigação”.

O ex-delegado acusado de investigar ilegalmente a vida de autoridades, como senadores e o ex-presidente. Porém, o fato acabou sendo desmentido e Protógenes foi considerado inocente pelo MPF, que não viu crime e nem nulidade.

Protógenes Queiroz 
Protógenes Queiroz 

 

Tags: bastidores, literatura, PF, polícia, política

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.