Jornal do Brasil

Quarta-feira, 23 de Abril de 2014

Anna Ramalho

A escrava que disse não

A Revista de História da Biblioteca Nacional de janeiro, que comemora 100 edições e homenageia o povo brasileiro, relata a vida de uma corajosa mucama do Vale do Paraíba. Caetana disse sim no altar, mas se recusou a consumar o casamento arranjado com o também escravo Custódio.

Por pena, seu senhor levou o caso aos tribunais e tentou anular o matrimônio, mas o pedido foi negado. Durante cinco anos, a moça viveu separada de Custódio, sem “cumprir seu dever de esposa”, até o processo passar por todas as instâncias burocráticas necessárias.

Não há registros se depois da decisão judicial ela voltou a morar com o marido. Esse foi o primeiro e um dos poucos casos no Brasil que teve como ponto de partida a negativa de uma escrava.

Tags: brasil, casamento, cultura, escravidão, história

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.