Jornal do Brasil

Quinta-feira, 29 de Junho de 2017

Anna Ramalho

Intolerância religiosa

Um pastor e um discípulo da Igreja Pentecostal Geração Jesus Cristo foram condenados pela 20ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio por difundir na internet, idéias de discriminação religiosa, ofendendo seguidores de outras religiões e defendendo o fim da igreja Assembleia de Deus, além de praticarem intolerância religiosa contra judeus e afirmarem que as outras religiões são “seguidoras do diabo”.

Tupirani da Hora Lores, o pastor, foi condenado à prestação de serviço à comunidade e pagamento de 10 salários mínimos em favor de uma entidade beneficente e Afonso Henrique Alves Lobato foi condenado à prestação de serviço e limitação de fim de semana.

Tags: igreja, justiça, pena, pentecostal, tupirani

Compartilhe: